Clique e assine a partir de 9,90/mês

Federação requisita o Couto Pereira e Coritiba promete ir à Justiça

Por Da Redação - 13 jan 2012, 18h25

A novela sobre o local onde o Atlético-PR vai mandar seus jogos no Campeonato Paranaense enquanto a Arena da Baixada segue em reformas para a Copa do Mundo de 2014 ganhou mais um capítulo nesta sexta-feira. A Federação Paranaense de Futebol (FPF), por intermédio do ‘Ato da Presidência número 001/12’, encaminhado ao Coritiba, requisitou o Estádio Couto Pereira para este uso.

Segundo a determinação, a FPF fixou o aluguel em R$ 30 mil e promete multar o Coxa caso não cumpra a ordem que é baseada no artigo 46, inciso sete no Estatuto da instituição, ou seja, que ‘são obrigações das entidades de práticas desportivas ceder gratuitamente à Federação e às entidades superiores, quando regularmente requisitados ou convocados, seus atletas e suas praças esportivas’.

O Alviverde já havia se negado a ceder o Alto da Glória por conta de reformas no sistema de irrigação no gramado e pela recusa do Conselho Deliberativo. Além disso, quando ainda cogitava alugar o estádio os valores eram especulados em torno de R$ 250 mil por jogo, bem acima do que foi imposto.

Em nota oficial, a diretoria coxa-branca já reafirmou sua posição e promete tomar as medidas judiciais cabíveis, para garantir os interesses do Clube e os direitos sobre de suas propriedades. Até o dia 22 de janeiro, data de início do Estadual, a novela promete se desenrolar. O Furacão estreia diante do Londrina, porém, segue sem saber onde.A FPF será obrigada a decidir até 72 horas antes da bola rolar. O Coritiba segue irredutível.

Continua após a publicidade
Publicidade