Clique e assine a partir de 9,90/mês

Favorito, Botafogo pega Fluminense por título antecipado

Pela primeira vez, o título estadual do Rio pode ser decidido fora da capital

Por Da Redação - 5 May 2013, 09h48

“Eles podem estar cansados da viagem, mas no jogo vão estar nos trinques. Eu vejo duas equipes com boas condições”, disse o técnico do Botafogo

O Botafogo está a 90 minutos do título do Campeonato Carioca. O Fluminense está a 270 minutos de conquistar o Estadual. É fácil atestar o favoritismo alvinegro, que joga pelo empate, para levantar seu 20º título na história. A caminhada tricolor é mais complicada, tendo que derrotar o rival pelo menos duas vezes em três partidas. Se a matemática vai prevalecer ou se o futebol mais uma vez vai demonstrar sua imprevisibilidade, tudo será visto neste domingo, quando os time se enfrentam no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, às 16 horas (de Brasília), na final da Taça Rio, no que poderá ser a primeira decisão do Carioca fora da capital.

Além de todas essas questões, a balança pende ainda mais para os botafoguenses a se considerar a semana que cada equipe teve. Enquanto os titulares do técnico Oswaldo de Oliveira ficaram no Rio de Janeiro descansando e treinando (os reservas enfrentaram o CRB, na última quinta-feira, pela Copa do Brasil), o Fluminense jogou no Equador, no mesmo dia, de onde voltaram com uma incômoda derrota por 2 a 1 para o Emelec, pela Copa Libertadores. Some-se o desgaste da viagem e da partida ao abatimento natural pelo tropeço e é natural projetar um domínio físico e mental dos alvinegros sobre os tricolores neste domingo.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Continua após a publicidade

Siga VEJA Esporte no Twitter

“Tem a vantagem por ser o campeão da Taça Guanabara, tem a vantagem do empate. É o melhor (time) do campeonato”, avaliou o meia tricolor Thiago Neves, ao se referir ao rival. Ao mesmo tempo em que Oswaldo de Oliveira poderá escolher os melhores sem restrições, o técnico Abel Braga tem pouco o que fazer no time tricolor. O principal responsável por determinar os titulares para a decisão será o preparador físico Cristiano Nunes. “Quem apresentar as melhores condições vai participar do jogo. O grupo de uma forma geral me preocupa, mas acredito que a maior parte dos jogadores estará em campo”, disse.

O comandante alvinegro, porém, não quer ouvir falar em favoritismo ou em fragilidade física do adversário. Tudo isso para ele é forma de transferir responsabilidades e retirar o peso das costas dos tricolores. “Não acho que tenhamos vantagem nesse aspecto (físico). O Botafogo jogou mais vezes nas últimas semanas. O Fluminense folgou (no meio) da semana passada. Podem estar cansados da viagem, mas domingo vão estar nos trinques. Eu vejo duas equipes com boas condições”, opinou Oswaldo de Oliveira. Enquanto o clube alvinegro terá força máxima, do outro lado o centroavante Fred não joga e o meia Deco está afastado por doping.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade