Clique e assine com até 92% de desconto

Fases conturbadas marcam o encontro de Inter e Cruzeiro

Por Da Redação 6 ago 2011, 23h07

A realidade do Campeonato Brasileiro se apresenta muito longe do planejado para Inter e Cruzeiro, adversários deste domingo no Beira-Rio. Os dois clubes pensaram no título, mas estão longe das primeiras colocações após 14 jogos. Os gaúchos começam a 15rodada com 19 pontos, um a mais que os mineiros. O jogo das 16 horas (de Brasília) coloca para duelarem um técnico interino e um que pode perder o emprego.

É a segunda partida seguida que o Inter enfrenta um adversário com pontuação próxima. Uma derrota é certeza de, pelo menos, perda de uma posição no campeonato. São duas partidas sem vencer e sem evolução no time. O interino Osmar Loss não sabe se continua. A direção não sabe se trará alguém. Há, ao menos, a certeza de que voltar a vencer é preciso.

A campanha colorada em casa é a pior dos últimos anos. São duas vitórias, dois empates e duas derrotas, somente o 15colocado neste quesito. O desempenho aos poucos vai afastando o torcedor do estádio e os que vão não escondem seu descontentamento com o momento vivido. Nem mesmo a boa participação em torneio amistoso na Alemanha diminuiu o nível de cobrança.

A próxima estratégia para acalmar os anseios dos torcedores será a conquista da Recopa Sul-americana, cujo primeiro jogo da final ocorre na quarta-feira. Antes disso, Loss precisará superar novas ausências.

Além dos jogadores que estavam de fora, ele perdeu Kleber e Wilson Mathias por suspensão na derrota por 2 a 0 para o Fluminense, na quinta-feira. Na lateral, Zé Mário deverá atuar. Glaydson é o mais cotado para jogar no meio.

O torcedor cruzeirense que aguarda a volta do atacante Thiago Ribeiro, para resolver o problema da escassez de gols do ataque da Raposa, terá que aguardar um pouco mais para ver o jogador em campo. O atleta ainda faz trabalhos de recondicionamento físico paralelamente ao tratamento de uma tendinite no tornozelo esquerdo e fica fora da equipe pelo sexto jogo seguido.

Além de Ribeiro, o técnico Joel Santana também perdeu o armador Roger, que se recupera de um inchaço no tornozelo esquerdo, problema que já o tirou da partida diante do Flamengo na última rodada. Os volantes Everton e Fabrício, também serão desfalques, por suspensão pelo terceiro cartão amarelo.

Com as ausências no meio-campo, o recém-contratado Charles poderia ganhar uma chance e estrear com a camisa do Cruzeiro, mas o atleta ainda precisa aprimorar a forma física e fica fora do jogo. Leandro Guerreiro, que ficou na reserva contra o Flamengo, tem lugar garantido na equipe contra o Inter. O jogador, que começou a carreira no Colorado, espera o time gaúcho bastante ofensivo e destaca os pontos onde o Cruzeiro terá que ter atenção.

‘Com certeza, o Inter vai sair para cima. Já vivi lá, joguei três anos lá, comecei minha carreira no Sul, pelo Internacional. Sei que a torcida cobra muito, então, sem dúvida nenhuma, o Inter virá para cima, vai querer o resultado desde o início. Temos de igualar a marcação, principalmente nos pontos positivos do Inter, o meio-campo muito bom’, declarou.

FICHA TÉCNICA

Continua após a publicidade

INTERNACIONAL X CRUZEIRO

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Data: 7de agosto de 2011, domingo

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF)

Assistentes: Marrubson Freitas e João Sousa Neto (ambos do DF)

INTERNACIONAL: Muriel; Nei, Bolívar, Índio e Zé Mário; Elton, Glaydson, Tinga, Andrezinho e D’Alessandro; Leandro Damião

Técnico: Osmar Loss (interino)

CRUZEIRO: Fábio; Vitor, Gil, Naldo e Diego Renan; Marquinhos Paraná, Leandro Guerreiro, Gilberto e Montillo; Wallyson e Ortigoza

Técnico: Joel Santana

Continua após a publicidade
Publicidade