Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Famílias pobres ganharão ingressos para Olimpíada de Inverno

Prefeitura de Seul destinará 42 mil ingressos, além de transporte, para a população de baixa renda da cidade acompanhar os Jogos de PyeongChang

Por Gazeta Press Atualizado em 14 jan 2018, 17h20 - Publicado em 14 jan 2018, 17h18

Conforme anunciado pelo prefeito de Seul, na Coréia do Sul, país sede da Olimpíada de Inverno de 2018, cerca de 42 mil ingressos para o evento serão distribuídos para famílias de baixa renda na capital coreana. Os Jogos Olímpicos começam no dia 9 de fevereiro, em PyeongChang.

A ação faz parte de uma série de medidas do governo local para demonstrar suporte à realização do evento esportivo. Além da distribuição de graça dos bilhetes, ônibus igualmente gratuitos serão encaminhados para o transporte da população que receber tais ingressos, além do envio de cerca de sete mil voluntários de Seul para PyeongChang, cidade sede.

  • “Os Jogos Olímpicos miram a integração social e isso significa o reforço das relações dentro da Coréia. Seul vai mobilizar plenamente uma equipe e recursos para ajudar no evento. Isso é mais do que uma competição nacional: as Olimpíadas provém uma oportunidade de fortalecimento societário com os cidadãos ao redor do globo”, afirmou Park Won-soon, prefeito de Seul, para o Korea Times.

    Os ingressos serão destinados para eventos que não tem a expectativa de lotação. Aliás, a baixa venda de bilhetes é uma das maiores preocupações enfrentadas pela organização dos Jogos Olímpicos de Inverno deste ano.

    Continua após a publicidade
    Publicidade