Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fabiana Murer projeta medalha no México e ida à Londres-2012 e Rio-2016

Uma das principais atletas brasileiras da atualidade, a saltadora Fabiana Murer definiu suas metas da carreira para os próximos meses, e para o futuro mais distante. Ela projetou conseguir saltar a 5m de altura antes dos Jogos Olímpicos de Londres-2012, além de querer disputar o Pan-americano de Guadalajara-2011 e ainda sonha com a ida a Rio-2016, quando terá 35 anos.

Participando de uma entrevista com seus fãs por intermédio do microblog ‘Twitter’, Fabiana revelou que, ao contrário de se incomodar com a pressão por novos resultados, ela se sente ainda mais motivada a melhorar seu desempenho.

‘Acredito que a pressão e a cobrança aumenta quando se consegue bons resultados. O atleta tem que saber lidar com isso e eu fui aprendendo ao longo dos anos como encarar esse tipo de situação’, explicou.

Murer voltou a elogiar a presença de Vitaly Petrov como seu treinador ao lado do marido, Elson Miranda. Ela afirmou que não seria demais creditar sua medalha de ouro ao treinador russo que consagrou a rival Yelena Isinbayeva e Sergey Bubka, maior saltador da história do esporte.

‘Não é exagero, ele foi essencial para o meu desenvolvimento na modalidade. Ele trouxe para o país técnicas fundamentais, me ensinou a saltar novamente’, avaliou.

Para Fabiana, Isinbayeva não vive o melhor momento da carreira justamente por ter trocado de técnico – a russa decidiu não contar mais com os serviços do treinador quando Fabiana começou a apresentar os melhores resultados.

‘A mudanca de técnico pode ter interferido no seu desempenho. É preciso tempo para se adaptar a um novo sistema.’

A campeã mundial do salto com vara indoor e ao ar livre agora tem como metas alcançar os 5m, coisa que nunca conseguiu até aqui, e mira competir nos Jogos Olímpicos do Rio-2016. Mas pretende, ainda, treinar para disputar o ouro em Londres-2012 e do Pan-americano de Guadalajara-2011.

‘(Saltar a 5m) é uma marca dificil de ser alcancada, só uma atleta conseguiu, mas é possivel. Quero alcançá-la antes das Olimpíadas!’, anseia a atleta.

‘O foco é melhorar meus resultados e chegar em condições de disputar uma medalha nas Olimpiadas (de Londres). O objetivo era o Mundial. Apesar de a data do Pan ser complicada, estou treinando para levar o ouro no Pan também’, projetou a atleta, que revelou ter tido dúvidas quanto à ida à olimpíada do Rio, mas que repensou sua carreira.

‘Inicialmente meus planos não eram até 2016. Mas fiquei feliz com a oportunidade de competir nas Olimpíadas no Brasil. Por isso pretendo continuar até 2016, ainda mais por ser uma oportunidade de competir em casa nas Olimpíadas’, contou.