Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fabiana Murer e Cielo vencem Prêmio Brasil Olímpico

Nadador recebeu a premiação pela terceira vez; a saltadora, pela segunda

Fabiana Murer e Cesar Cielo foram eleitos na noite desta segunda-feira como os melhores atletas brasileiros de 2011, em cerimônia do Prêmio Brasil Olímpico, realizada no Theatro Municipal, no Rio. Na disputa feminina, a campeã mundial do salto com vara venceu Maurren Maggi (atletismo) e Fabiana Beltrame (remo). E na masculina, o astro da natação levou a melhor na votação contra Diego Hypólito (ginástica artística) e Emanuel Rego (vôlei de praia).

Foi a terceira vez na história que Cesar Cielo recebeu o Prêmio Brasil Olímpico de melhor atleta do ano, repetindo os feitos de 2008 e 2009. Em 2011, ele ganhou duas medalhas de ouro no Mundial de Esportes Aquáticos em Xangai e mais quatro de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. E Fabiana Murer foi eleita pela segunda temporada seguida, após ter conquistado, dessa vez, o inédito título mundial no campeonato realizado em Daegu, na Coreia do Sul.

Os seis finalistas ao prêmio de melhor atleta do ano foram definidos por um júri de jornalistas, dirigentes, ex-atletas e personalidades do esporte, que, inclusive, escolheu previamente os dois vencedores. Mas o voto dos jurados teve peso de 50% na eleição final, cuja outra metade foi formada por votação popular, feita via internet nas duas últimas semanas. Assim, Cielo e Fabiana levaram a honraria entregue pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

Além de Cielo e Fabiana, o COB premiou na noite desta segunda-feira os melhores atletas de cada uma das 47 modalidades que fizeram parte desta 13ª edição do Prêmio Brasil Olímpico. Todos foram escolhidos pelo júri especializado, com base nos resultados que conquistaram durante o ano. Também foram homenageados os dois melhores técnicos de 2011: o argentino Ruben Magnano, da seleção masculina de basquete, e Rosicleia Campos, da equipe feminina de judô.

Outro homenageado da noite foi Bernard Rajzman, ex-jogador de vôlei e hoje dirigente do próprio COB. Ele ganhou o Troféu Adhemar Ferreira da Silva, prêmio dedicado a um ex-atleta que fez história no esporte brasileiro. Assim, se juntou a Nelson Prudêncio, João Gonçalves Filho, Amaury Pasos, Maria Lenk, Agberto Guimarães, Aída dos Santos, André Gustavo Richer, João Havelange, Joaquim Cruz e Éder Jofre, que receberam tal honraria nas edições anteriores.

“O ano de 2011 foi excelente para o esporte brasileiro. Conquistamos diversos títulos mundiais, alguns deles inéditos, mostramos evolução qualitativa em várias modalidades e alcançamos a terceira colocação no quadro de medalhas dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. Nada mais justo do que encerrar o calendário esportivo com uma grande celebração, homenageando o esforço e o talento do atleta brasileiro”, disse o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman.

Confira os vencedores em cada modalidade:

Atletismo – Fabiana Murer

Badminton – Daniel Paiola

Basquete – Marcelinho Huertas

Boliche – Marcelo Suartz

Boxe – Everton Lopes

Canoagem (slalom) – Cássio Petry

Canoagem (velocidade) – Nivalter Santos

Ciclismo (BMX) – Renato Rezende

Ciclismo (estrada) – Murilo Fischer

Ciclismo (mountain bike) – Rubens Valeriano

Ciclismo (pista) – Sumaia Ribeiro

Desportos na neve – Mirlene Picin

Desportos no gelo – Luiz Fernando Manella

Esgrima – Guilherme Toldo

Esqui aquático – Marcelo Giardi

Futebol – Neymar

Ginástica artística – Diego Hypólito

Ginástica de trampolim – Giovanna Matheus

Ginástica rítmica – Angélica Kvieczynski

Handebol – Chana Masson

Hipismo (adestramento) – Luiza Almeida

Hipismo (CCE) – Serguei Fofanoff

Hipismo (saltos) – Bernardo Alves

Hóquei sobre grama – Thalita Cabral

Judô – Leandro Guilheiro

Caratê – Lucélia Brose

Levantamento de peso – Fernando Reis

Lutas – Aline Ferreira

Maratona aquática – Poliana Okimoto

Natação – Cesar Cielo

Nado sincronizado – Nayara Figueira

Patinação artística – Marcel Stürmer

Pentatlo moderno – Yane Marques

Polo aquático – Marina Canetti

Remo – Fabiana Beltrame

Rúgbi – Diego Lopez

Saltos ornamentais – Cesar Castro

Squash – Thaisa Serafini

Tae kwon do – Marcio Ferreira

Tênis – Rogério Dutra Silva

Tênis de mesa – Hugo Hoyama

Tiro com arco – Ana Marcelle dos Santos

Tiro esportivo – Ana Luiza Ferrão

Triatlo – Reinaldo Colucci

Vela – Robert Scheidt e Bruno Prada

Vôlei de praia – Emanuel Rego

Vôlei – Murilo Endres

(Com Agência Estado)