Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fã de futebol, papa acumula coleção invejável de camisas

Times europeus visitam e presenteiam o pontífice, torcedor do San Lorenzo

Quando o assunto é futebol, Jorge Mario Bergoglio é devoto do San Lorenzo. Desde que passou a ocupar o Trono de Pedro, porém, o papa Francisco ficou muito mais ecumênico: passou a ser comum ver o pontífice receber camisas e outros presentes dos mais diversos clubes, principalmente da Europa. Fã declarado de futebol, ele tem carteirinha de sócio de sua agremiação na Argentina e já contou que acompanhava os jogos de seu time de coração quando era cardeal. Por causa desse gosto do papa pelo esporte, as audiências do Vaticano passaram a ser uma espécie de parada obrigatória para equipes que buscam a bênção do chefe da Igreja Católica (além, é claro, de uma chance de exibir suas camisas em fotos divulgadas pelo mundo inteiro). Além do próprio San Lorenzo, o Flamengo, a Inter de Milão e o Barcelona já tinham presenteado o papa com suas camisas.

Leia também:

Roma despacha Inter e vai a final inédita contra a Lazio

Time do papa transforma Francisco em seu novo ‘craque’

Papa Francisco é fã de futebol e torce para o San Lorenzo

Só nesta semana, por exemplo, a coleção de camisas do papa ganhou três novas peças. Na terça, a equipe campeã da liga italiana, a Juventus, foi ao Vaticano e presenteou Francisco com uma cópia do “scudetto”, simbolizando a conquista do troféu da competição, e uma camisa da equipe com o número 1 nas costas. Nesta quarta, durante sua audiência semanal na Praça de São Pedro, o papa recebeu os uniformes de mais duas equipes italianas – as arquirrivais Lazio e Roma, que fazem a final da Copa da Itália no próximo domingo. Atletas, integrantes das comissões técnicas e dirigentes dos dois finalistas disputaram a atenção do argentino. Curiosamente, o italiano Francesco Totti, campeão da Copa do Mundo de 2006 e ídolo da Roma, entregou também uma camisa do Boston Celtics, time de basquete americano, com a inscrição “The Pope” nas costas.

(Com agência EFE)