Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

F1 vem a SP com duelo na Mercedes e ameaça de boicote

Lewis Hamilton vai desembarcar em São Paulo em alta e com boa vantagem – mas Nico Rosberg tentará voltar a vencer para incendiar a disputa pelo título

Por Da Redação 3 nov 2014, 11h51

A Fórmula 1 retorna ao Brasil nesta semana para a penúltima etapa da temporada 2014 com um grande favorito ao título: o inglês Lewis Hamilton venceu o GP dos Estados Unidos, em Austin, e abriu 24 pontos de vantagem sobre seu companheiro de equipe Nico Rosberg. A rivalidade entre o inglês e o alemão, que ficou ainda mais acirrada depois da bela ultrapassagem de Hamilton no Texas, será a maior atração do GP do Brasil, que acontece neste domingo, no circuito de Interlagos, em São Paulo. Mas apesar do ótimo momento (o inglês venceu as últimas cinco corridas), e da boa vantagem na classificação, Hamilton não conseguirá conquistar seu segundo título em Interlagos, como fez em 2008, em uma disputa inesquecível com o brasileiro Felipe Massa. Na melhor das hipóteses – em caso de nova vitória e abandono do rival -, Hamilton abriria uma vantagem de 49 pontos sobre Rosberg, com mais 50 em disputa, já que a pontuação da última etapa, em Abu Dhabi, será dobrada.

Leia também:

GP dos EUA: Hamilton vence 5ª seguida; Massa é o 4º

Família de Schumacher gasta R$ 1,5 milhão por mês com tratamento, diz jornal

GP dos EUA: falta de carros faz FIA mudar regras no treino

À beira da falência, Marussia e Caterham desistem de GP

Agenda da F1 em SP

Sexta, dia 7

10h-11h30: Treino Livre 1

14h-15h30: Treino Livre 2

Continua após a publicidade

Sábado, dia 8

11h-12h00: Treino Livre 3

14 horas: Treino de Classificação

Domingo, dia 9

14 horas: Largada

(Horários de Brasília)

Ainda assim, é provável que Rosberg aposte todas as fichas na corrida em Interlagos para poder chegar aos Emirados Árabes em boas condições de disputar seu primeiro título. Ao final da corrida nos Estados Unidos, Rosberg admitiu sua frustração com mais uma derrota para o companheiro. “A pior maneira de perder é sendo ultrapassando daquela forma, por um carro idêntico ao seu”, lamentou. Já Hamilton celebrou uma marca histórica: com 32 vitórias na carreira, ele ultrapassou Nigel Mansell no topo da lista de pilotos britânicos que mais venceram na Fórmula 1. “É uma grande honra estar entre os grandes”, afirmou. Ele também igualou o número de vitórias de Fernando Alonso e aparece em quinto na lista geral (Michael Schumacher detém o recorde de 91 vitórias na F1). O brasileiro Felipe Massa, da Williams, evitou criticar a equipe pela perda do terceiro lugar em Austin. Depois de cruzar a linha de chegada em quarto lugar, ele disse que erros no pit stop acontecem e que o melhor está guardado para Interlagos, onde o piloto paulista já conquistou duas vitórias com a Ferrari, em 2006 e 2008.

Boicote – Assim como ocorreu nos Estados Unidos, uma ameaça de protesto das equipes médias e pequenas vem incomodando os organizadores da Fórmula 1. No Texas, as equipes Caterham e Marussia desistiram de participar devido a graves problemas financeiros, fato que deverá se repetir em São Paulo e em Abu Dhabi. O grid, então, ficou com apenas dezoito carros e o estrago só não foi maior porque as equipes Force India, Sauber e Lotus desistiram, a poucas horas do início da prova, de também boicotar o GP dos EUA. A questão só teria sido solucionada depois de uma reunião entre as equipes e o diretor-executivo da Formula One Management (FOM), Bernie Ecclestone. O veterano dirigente inglês teria convencido as escuderias a participar da prova ao assumir sua parcela de culpa pela crise financeira e prometer uma melhor distribuição de verbas na próxima temporada. Nenhuma das equipes, porém, se pronunciou oficialmente sobre o tema e a imprensa inglesa especula sobre a possibilidade de um novo boicote ser organizado no Brasil. Caso Caterham, Marussia, Force India, Sauber e Lotus desistissem de participar, a corrida em Interlagos seria realizada com apenas doze carros. As atividades no circuito paulista terão início na sexta-feira, às 10 horas (de Brasília) com o primeiro teste livre.

Próximas provas
Data Local Autódromo
09/11 Brasil Interlagos
23/11 Abu Dhabi Yas Marina
As equipes e pilotos
Equipe Pilotos
Red Bull Sebastian Vettel (Alemanha) Daniel Ricciardo (Austrália)
Ferrari Fernando Alonso (Espanha) Kimi Raikkonen (Finlândia)
McLaren Jenson Button (Grã-Bretanha) Kevin Magnussen (Dinamarca)
Lotus Pastor Maldonado (Venezuela) Romain Grosjean (França)
Mercedes Nico Rosberg (Alemanha) Lewis Hamilton (Grã-Bretanha)
Sauber Esteban Gutiérrez (México) Adrian Sutil (Alemanha)
Force India Nico Hulkenberg (Alemanha) Sérgio Pérez (México)
Williams Felipe Massa (Brasil) Valtteri Bottas (Finlândia)
Toro Rosso Daniil Kvyat (Rússia) Jean-Eric Vergne (França)
Caterham* Andre Lotterer (Alemanha) Marcus Ericsson (Suécia)
Marussia* Jules Bianchi (França) Max Chilton (Grâ-Bretanha)

*Equipes que não deverão participar das últimas provas

Continua após a publicidade

Publicidade