Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

F1: Red Bull quebra recorde de pit-stop, com apenas 2s05

A marca foi conseguida numa das paradas de Mark Webber no GP da Malásia

A Red Bull anunciou, nesta quarta-feira, a quebra do recorde de pit-stop mais rápido da Fórmula 1, conseguido no GP da Malásia, em 24 de março. A equipe registrou 2s05 em uma parada do australiano Mark e Webber, na volta 19, no circuito de Sepang, batendo a marca anterior da McLaren, responsável por um pit-stop de 2s31 com Jenson Button, no GP da Alemanha de 2012. O recorde ficou em segundo plano no GP da Malásia por causa da discussão sobre a desobediência do alemão Sebastian Vettel, que ultrapassou Webber quando a equipe pedia que os dois pilotos reduzissem a velocidade – Vettel ficou em primeiro seguido por Webber.

Leia também:

FIA pede alterações nos carros de três equipes

Agência de Ronaldo vai cuidar da carreira de Barrichello

Classificação completa e a colocação no Mundial de Pilotos de 2013

A Red Bull afirmou que superou a marca em outras oportunidades durante a corrida, mas o tempo do pit de Webber foi o mais baixo. “Depois de revisar as informações, estamos certos de que batemos a marca anterior em cinco ocasiões separadas. Fomos abaixo da marca na primeira parada de Vettel, de 2s13. A primeira parada de Webber, duas voltas mais tarde, também foi em 2s13”, divulgou a Red Bull em seu site.

Acompanhe VEJA Esportes no Facebook

Siga VEJA Esportes no Twitter

Segundo a equipe, a informação foi confirmada com o banco de dados do carro, mais seguro que os mostrados na televisão. “As emissoras fazem seus próprios cálculos e, às vezes, perdemos tempo no vídeo também. Por isso, a prática comum no pit-lane é usar o próprio banco de dados do carro. Porém, qualquer que seja a métrica, foram muito rápidos.”

(Com agência Gazeta Press)