Clique e assine com até 92% de desconto

F1: Niki Lauda segue em estado grave após transplante de pulmão

Ex-piloto de 69 anos pegou forte gripe durante uma viagem a Ibiza

Por Da redação Atualizado em 3 ago 2018, 11h44 - Publicado em 3 ago 2018, 11h33

O ex-piloto Niki Lauda apresenta condições estáveis após passar por um transplante de pulmão em um hospital de Viena, na Áustria, informaram nesta sexta-feira os médicos austríacos responsáveis pela cirurgia. O tricampeão mundial de Fórmula 1 está atualmente internado em estado grave na unidade de terapia intensiva do Hospital Geral de Viena.

Segundo a imprensa local, Lauda pegou uma forte gripe durante uma viagem a Ibiza, na Espanha, e está hospitalizado desde o dia 20 de julho. De acordo com o médico Walter Klepetko, em entrevista à emissora austríaca Orf, Lauda, de 69 anos, deverá continuar hospitalizado por algumas semanas.

  • “No momento, tudo está acontecendo como planejado. Um paciente jovem pode receber alta após duas ou três semanas, enquanto que, para um paciente mais velho, a convalescença é mais longa”, disse Klepetko.

    O histórico médico de Lauda é extenso e marcado pelo acidente no Grande Prêmio da Alemanha de 1976, em Nurburgring. Na ocasião, a Ferrari que pilotava bateu e pegou fogo e o austríaco sofreu intoxicação pela fumaça e diversas queimaduras pelo corpo.

    Além disso, o austríaco precisou passar por dois transplantes de rins, em 1997 e 2015. Lauda, que foi piloto da Ferrari e da McLaren, disputou 13 temporadas na Fórmula 1 e somou 25 vitórias e três títulos mundiais (1975, 1977 e 1984).

    (Com agência Ansa)

    Continua após a publicidade
    Publicidade