Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

F1: Médicos proíbem Fernando Alonso de correr

McLaren informou que piloto está completamente saudável, mas que é prudente preservá-lo na estreia do Mundial na Austrália. Magnussen será o substitituto

O piloto espanhol Fernando Alonso, da McLaren, não disputará o GP da Austrália, em Melbourne, a primeira etapa do Mundial de Fórmula 1, no dia 15 de março. A escuderia inglesa anunciou nesta terça-feira que, apesar de estar se recuperando bem do acidente sofrido nos treinos de pré-temporada em Barcelona, Alonso deve ficar mais tempo de repouso por precaução.

Leia também:

F1: em vídeo, Fernando Alonso diz estar ‘completamente bem’

Ron Dennis confirma que Alonso ficou inconsciente

Massa diz que ‘preferência por Alonso’ tirou sua confiança na Ferrari

McLaren afirma que vento provocou acidente de Alonso

A McLaren ressaltou que Alonso está completamente saudável do ponto de vista neurológico e cardíaco, mas que é prudente preservá-lo neste momento, pois uma segunda batida em um curto espaço de tempo poderia ter graves consequências. “Para evitar riscos, os médicos recomendaram não disputar o Grande Prêmio da Austrália em 13, 14 e 15 de março. Fernando entendeu e aceitou o conselho. Os dois carros McLaren-Honda serão pilotados na Austrália por Jenson Button e o piloto de testes, Kevin Magnussen”, afirmou a equipe em um comunicado.

A equipe afirma que pretende ter Alonso na pista para o GP da Malásia, no dia 29 de março. O piloto espanhol de 33 anos sofreu uma lesão na cabeça ao chocar-se contra um muro nos treinos no Circuito de Montmeló, em Barcelona, no dia 22 de fevereiro. De acordo com a McLaren, os fortes ventos no local teriam causado o acidente. Alonso divulgou um vídeo na semana passada para tranquilizar os fãs e dizer que já se encontra bem e repousando na casa de sua família, em Oviedo.

(Da redação)