Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

F1: estudo aponta Fangio como melhor de todos os tempos; Senna aparece atrás de Alonso

Pesquisa da Universidade de Sheffield buscou minimizar a importância das equipes e carros. Heptacampeão Schumacher é apenas o nono colocado

A Universidade de Sheffield, na Inglaterra, realizou um estudo científico para estabelecer quem são os melhores pilotos da história do Fórmula 1 – e chegou a resultados bastante controversos. A pesquisa que busca minimizar o impacto das equipes e dos carros e valorizar o talento dos pilotos conclui que o melhor de todos foi o argentino Juan Manuel Fangio, pentacampeão na década de 50. Ayrton Senna foi o brasileiro melhor colocado, na quinta colocação, atrás de Fernando Alonso, terceiro. Nelson Piquet (7º) e Emerson Fittipaldi (8º) aparecem à frente de Michael Schumacher, maior campeão da F1, apenas o nono colocado.

A análise estatística foi conduzida pelo Dr. Andrew Bell, do Instituto de Metodologia Sheffield, e chegou à conclusão de que o carro tem peso seis vezes maior que o piloto (85% a 15%) na obtenção das vitórias. Por isso, foram analisados os resultados dos pilotos em diferentes equipes e como eles se saíram em relação a seus parceiros de equipe. Fangio, que conquistou cinco títulos (1951, 1954, 1955, 1956 e 1957) por quatro escuderias diferentes, levou vantagem sobre os concorrentes.

Leia também:

Capacete de Senna é eleito o mais ‘icônico’ da F1

Rubinho afirma que merecia um dos títulos de Schumacher​

Em VEJA: Emerson Fittipaldi: ‘Só Jesus foi perfeito’

O argentino é seguido na classificação pelo francês Alain Prost e pelo espanhol Fernando Alonso. O tricampeão Ayrton Senna é o quinto colocado, atrás do britânico Jim Clark. Recordista de vitórias (91) e de títulos (7), Michael Schumacher é apenas o nono colocado, graças ao seu final de carreira decepcionante. O estudo revela que se não tivesse desistido da aposentadoria – retornou em 2010 e passou três temporadas na Mercedes – o alemão seria o terceiro melhor de todos os tempos. Entre os pilotos em atividade, além de Alonso, aparecem bem colocados o alemão Sebastian Vettel (10º) e o britânico Lewis Hamilton (11º).

Estudo realizado pela Universidade de Sheffield listou os melhores pilotos de todos os tempos Estudo realizado pela Universidade de Sheffield listou os melhores pilotos de todos os tempos

Estudo realizado pela Universidade de Sheffield listou os melhores pilotos de todos os tempos (/)

​Surpresas – Dentre os resultados mais curiosos (e contestáveis) do ranking elaborado pela Universidade de Sheffield destaca-se a presença de um brasileiro: Christian Fittipaldi. Sobrinho do tricampeão Emerson, ele disputou apenas três temporadas, pelas equipes Minardi e Footwork, e teve como melhor resultado um quarto lugar, mas terminou como o 12º melhor piloto de todos os tempos. Isso se deve, sobretudo, à superioridade de Christian em relação a seus parceiros de escuderia.

Por outro lado, o austríaco Niki Lauda, cultuado como um dos grandes de todos os tempos, não aparece na lista dos top 100. O autor do estudo tenta explicar. “Há alguns resultados surpreendentes. Por exemplo, o relativamente desconhecido Christian Fittipaldi está no top 20, enquanto o três vezes campeão Niki Lauda nem aparece no top 100. Se esses pilotos corressem por diferentes equipes, seus legados poderiam ter sido bem diferentes”, diz Andrew Bell. O brasileiro Rubens Barrichello, duas vezes vice-campeão e recordista de provas disputadas, é o 39º da lista.

A pesquisa também apontou a Ferrari como a melhor equipe da história, seguida por Mercedes, Red Bull, Benetton, Lotus e Williams. A Red Bull usada por Vettel no Mundial de 2011 foi eleito o carro mais eficiente de todos os tempos – o que diminuiu o peso dos resultados do piloto alemão.

(da redação)