Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

F1: Emoção garantida com Rosberg x Hamilton e Massa

Rosberg larga na frente e tentará se aproximar do companheiro Hamilton na classificação, enquanto brasileiro da Williams sonha com histórica 3ª vitória

Por Luiz Felipe Castro 9 nov 2014, 08h10

Mundial de pilotos da F1

1º: L. Hamilton (Mercedes) – 316 pontos

2º: N. Rosberg (Mercedes) – 292 pontos

3ª: D. Riccardo (RBR) – 214 pontos

4º: V. Bottas (Williams) – 155 pontos

5º: S. Vettel (RBR) – 149 pontos

6º: F. Alonso (Ferrari) – 149 pontos

7º: J. Button (Mc.Laren) – 94 pontos

8º: F. Massa (Williams) – 83 pontos

A 43ª edição do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 terá como principal atração a disputa cada vez mais acirrada entre os pilotos da Mercedes. Segundo colocado do mundial de pilotos, o alemão Nico Rosberg foi impecável durante todas as atividades no Autódromo de Interlagos até o momento e largará na pole position. Para seguir firme na briga pelo título, ele precisa terminar à frente do inglês Lewis Hamilton, seu companheiro de equipe e líder do campeonato, que completará a primeira fila largando em segundo. Não existe a possibilidade de o campeonato ser decidido em Interlagos, já que Hamilton pode abrir no máximo 49 pontos de vantagem, com 50 em disputa na última etapa, em Abu Dhabi – a corrida nos Emirados Árabes terá pontuação dobrada. Ainda assim, Rosberg sabe que é fundamental vencer no Brasil para não deixar o rival disparar. Logo atrás da dupla da Mercedes estará o brasileiro Felipe Massa, da Williams, que levantou o público no treino classificatório e renovou suas esperanças de voltar a vencer em casa. Caso consiga surpreender os favoritos, Massa poderá superar Ayrton Senna, Nelson Piquet e Emerson Fittipaldi e se tornar o único brasileiro a levantar três troféus do GP do Brasil. A corrida terá início às 14h (de Brasília).

Continua após a publicidade

Leia também:

F1: Massa celebra nova fase e sonha com tri em Interlagos​

F1: Impecável, Rosberg faz a pole. Massa larga em 3º

Massa se empolga com Williams e planeja vitórias em 2015

Equipes detestam Interlagos: ‘A favela da Fórmula 1’

Rosberg fecha dia como o mais rápido em SP. Massa é 6º

Confiante, Nasr não teme a crise na F1: ‘Estou 100% pronto’

Rosberg ficou bastante satisfeito com seu desempenho até o momento. Ele foi o mais rápido em todos os treinos e conseguiu sua 10ª pole em 18 provas da temporada. O piloto alemão, porém, sabe que ainda há muito em jogo nas 71 voltas da corrida. “Só será um trabalho perfeito se der resultado no domingo.” Rosberg relembrou a última corrida, nos Estados Unidos, quando também largou em primeiro, mas foi ultrapassado por Hamilton e se complicou no campeonato. “Entendi o que precisava melhorar em Austin. Não achei meu ritmo na última corrida e compreendi isso, pensei sobre o assunto e por isso estou confiante.” Apesar de ter ficado atrás de Rosberg nos treinso em Interlagos, Hamilton parecia tranquilo. Ao contrário do que aconteceu em outras etapas, o líder do campeonato não quis alimentar a rivalidade com seu companheiro de equipe. “O Nico fez um grande trabalho. Foi bem emocionante e espero que as pessoas tenham gostado”, afirmou o inglês, antes de garantir que não se contentará com um segundo lugar, que lhe manteria com 17 pontos de vantagem. “Vim para vencer. Meu alvo é sempre a vitória.”

Mesmo tendo chegado atrás das Mercedes, Felipe Massa era o piloto mais feliz após o treino. Oitavo colocado do mundial, o brasileiro festejou sua recuperação nas últimas corridas e a possibilidade de sonhar com a vitória. Ele foi cauteloso, mas confessou que pretende retribuir o carinho do público com um bom resultado. “A Mercedes tem um carro fora do normal, mas também é verdade que contamos com um carro muito competitivo. Essa corrida é muito importante para a equipe e para nós, pilotos, em especial porque sou brasileiro”, afirmou o vencedor dos GPs do Brasil de 2006 e 2008. Logo atrás dele virá o outro piloto da Williams, o finlandês Valtteri Bottas. Quarto colocado do Mundial, ele deve voltar a incomodar Massa e brigar por um lugar no pódio. Mas se Mercedes e Williams estão animadas para o GP do Brasil, ocorre justamente o contrário com outras grandes escuderias. Quatro campeões mundiais, os ferraristas Fernando Alonso e Kimi Raikkonen, Jenson Button, da McLaren, e o atual tetracampeão Sebastian Vettel, da Red Bull, parecem não ver a hora de a temporada acabar. Sem ter suas situações e equipes definidas para 2015 e sem nenhuma chance de título, eles exibiram caras fechadas durante os últimos três dias. Nos boxes de suas equipes, o clima também é de total desânimo. As ausências da Marussia e da Caterham por problemas financeiros também abalaram o moral da Fórmula 1, que admite estar vivendo um período de crise. Ainda assim, a expectativa do público brasileiro é que Felipe Massa e as Mercedes garantam um bom espetáculo neste domingo. De acordo com as previsões do tempo, pode chover ao longo da corrida.

Continua após a publicidade
Publicidade