Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

F1: Alonso será indenizado em R$ 6,2 milhões por ficar de fora do GP da Austrália

O piloto bateu o carro nos treinos de pré-temporada e ficou de fora da estreia da competição em Melbourne

O piloto Fernando Alonso vai receber indenização de 1,8 milhão de euros (6,2 milhões de reais) do seguro que cobre as equipe de Fórmula 1 por ter ficado de fora da etapa australiana, realizada em Melbourne no dia 15.

Leia também:

Rubinho afirma que merecia um dos títulos de Schumacher

F1: Schumacher lidera lista dos pilotos mais ricos da história

F1: Hamilton diz que venceria qualquer um com carros iguais

F1: Red Bull pede igualdade e ameaça deixar a categoria

Segundo o jornal Gazzeta Dello Sport, há dois tipos de apólice na principal categoria máxima do automobilismo. O primeiro cobre casos de morte ou invalidez e o segundo assegura os pilotos que perdem corridas por terem sofrido acidentes – assim como Alonso.

O valor é calculado da divisão do salário do piloto pelo número de corridas do calendário. No caso de Alonso, um vencimento de 34 milhões de euros por ano (118 milhões de reais) dividido pelas dezenove provas da temporada.

As seguradoras Ellis Clowes&Co e Aon Sports poderiam se negar a pagar o valor, caso fosse comprovado que o acidente ocorresse por culpa da McLaren. Porém, a equipe britânica negou que tivesse qualquer problema com o carro de Alonso durante a segunda bateria de testes em Montmeló, em Barcelona.

Na abertura da temporada deste ano, na Austrália, a McLaren teve o pior desempenho da história da equipe com Jenson Button e Kevin Magnussen – substituto de Alonso – ocupando os últimos lugares do grid. Button terminou duas voltas atrás do líder Lewis Hamilton e Magnussen não participou da corrida – o dinamarquês teve problemas na largada e assistiu a corrida nos boxes.

(Com Agência Gazeta Press)