Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

F1: Alonso perdeu a memória por uma semana após batida

Segundo diário espanhol 'El País', piloto da McLaren dizia aos médicos que o atenderam que estava em 1995 e era 'um piloto de kart que queria correr na F1'

O piloto espanhol Fernando Alonso sofreu uma perda temporária de memória após o acidente com sua McLaren no circuito de Montmelò, em Barcelona, no último dia 22, de acordo com o jornal espanhol El País. O diário divulgou nesta quinta-feira que Alonso achava que estava em 1995 e teria respondido aos médicos que era “um piloto de kart que queria correr na Fórmula 1”.

Leia também:

F1: Equipes ameaçam boicotar GP da Austrália

F1: Médicos proibem Alonso de correr

F1: em vídeo, Fernando Alonso diz estar ‘completamente bem’

F1: Ron Dennis confirma que Alonso ficou inconsciente

O espanhol teria demorado uma semana para recuperar sua memória. Segundo o El País, ele não se lembrava de sua estreia na F1, de suas vitórias títulos mundiais com a Renault, em 2005 e 2006, nem de sua passagem pela Ferrari, segundo informou a agência italiana Ansa. De acordo com o jornal, Alonso não lembrou também das últimos títulos do Real Madrid, seu time de coração, na Liga dos Campeões (em 1998, 2000, 2002 e 2014). Os médicos vetaram a participação de Alonso na primeira prova da temporada 2015, dia 15 de março, na Austrália.

Alonso bateu o carro no circuito de Montemelò entre as curvas três e quatro e teria sofrido um choque na cabeça. Ainda não se sabe o que causou o acidente, apesar de a McLaren dizer que foram os fortes ventos que provocaram a batida. Alonso ficou internado no Hospital Geral da Catalunha por três dias, em observação, e logo depois de receber alta gravou um vídeo dizendo que estava bem e que queria correr na Austrália.

(Da redação)