Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ex-piloto de Fórmula 1 é condenado a 2 anos e 4 meses de prisão

Helsinque, 14 dez (EFE).- O ex-piloto de Fórmula 1 JJ Lehto foi condenado, nesta quarta-feira, a dois anos e quatro meses de prisão por causar um acidente de barco que vitimou seu companheiro.

O finlandês foi acusado de negligência, riscos à segurança e direção perigosa na ocasião.

O incidente aconteceu em junho de 2010 na cidade litorânea de Ekenäs (Suécia), quando Lehto retornava de madrugada para sua casa de campo junto com um amigo em uma potente embarcação esportiva.

O ex-piloto, que no momento do acidente estava alcoolizado, conduzia o barco a 80 km/h em um trecho cujo limite de velocidade é de 5 km/h.

A embarcação acabou batendo contra a base de uma ponte, provocando ferimentos graves em JJ Lehto e a morte instantânea de seu amigo.

Ainda que o bicampeão das 24 Horas de Le Mans tenha garantido que era seu companheiro quem dirigia a lancha, o tribunal considerou que tanto suas lesões quanto as da vítima indicam que o condutor era Lehto.

O finlandês iniciou sua carreira na Fórmula 1 em 1989 apadrinhado pelo ex-campeão do mundo Keke Rosberg. Durante seus seis anos na categoria principal competiu em várias equipes, entre eles Onyx Ford, Sauber e Benetton, onde foi companheiro do heptacampeão mundial alemão Michael Schumacher.

Após disputar 62 Grandes Prêmios, abandonou a Fórmula 1 em 1994 para competir em categorias como o DTM e as 24 Horas de Le Mans, onde sagrou-se campeão em 1995 e 2005 com McLaren e Audi. EFE