Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Ex-meia da seleção da Alemanha sai do armário

Thomas Hitzlsperger, de 31 anos, quer discutir a homossexualidade no esporte

Por Da Redação - 8 jan 2014, 15h16

Ex-jogador da seleção alemã, Thomas Hitzlsperger, de 31 anos, assumiu ser homossexual, em entrevista ao jornal alemão Die Zeit, publicada nesta quarta-feira. “Estou expressando minha sexualidade porque quero promover a discussão da homossexualidade entre atletas profissionais.” Hitzlsperger se aposentou em setembro do ano passado.

Leia também:

Jovem astro olímpico britânico assume que é homossexual

NBA: o pivô Jason Collins assume ser homossexual

Publicidade

Americana vice-campeã olímpica no vôlei sai do armário

O ex-jogador defendeu a seleção da Alemanha em 52 partidas, entre 2004 e 2011, disputou a Copa do Mundo de 2006 e a Eurocopa de 2008, e também jogou pelos clubes ingleses Aston Villa, West Ham e Everton, pelos alemães Stuttgart e Wolfsburg e pelo italiano Lazio. “Homossexualidade não é um tema polêmico na Inglaterra, Alemanha ou Itália. Não no vestiário.” Ele disse ainda que nunca se sentiu desconfortável pela opção. “Só percebi nos últimos anos que preferia viver com um homem.” Mas admitiu que pelo comportamento de ex-companheiros de equipe teve momentos difíceis.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

Publicidade

Apoio – A revelação de Hitzlsperger foi elogiada pelo atacante Lukas Podolski, ex-companheiro de seleção – “Corajosa e certa a decisão; respeito Thomas Hitzlsperger” -, pelo ministro de Relações Exteriores da Alemanha, Guido Westerwelle, também gay, e pelo o ex-presidente da Federação Alemã de Futebol, Theo Zwanziger.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade