Clique e assine a partir de 9,90/mês

Ex-goleiro Edinho, filho de Pelé, é preso novamente

Pena é de 33 anos por lavagem de dinheiro e envolvimento com tráfico

Por Da Redação - 18 nov 2014, 16h18

O ex-goleiro do Santos e filho de Pelé, Edson Cholbi do Nascimento, o Edinho, de 44 anos, foi preso novamente na tarde desta terça-feira na Praia Grande, em São Paulo. Ele foi detido com base em uma ordem de captura definitiva expedida pela Justiça por condenação a 33 anos de detenção, por lavagem de dinheiro e também envolvimento com tráfico. Em julho, Edinho foi preso quando respondia à acusação em liberdade, mas foi solto uma semana depois.

Leia também:

Arquivo VEJA: A triste trajetória do filho de Pelé

Ex-goleiro Edinho, filho de Pelé, deixa a cadeia

Continua após a publicidade

Após cadeia Edinho quer se explicar

Edinho usava nome do pai em “negócios”

A pena de Edinho é a mesma de outros quatro acusados de estarem envolvidos no esquema de lavagem: Ronaldo Duarte Barsotti de Freitas (“Naldinho”), Clóvis Ribeiro (“Nai”), Maurício Louzada Ghelardi (“Soldado”), e Nicolau Aun Júnior (“Veio”). A acusação é de que Edinho fazia uma ponte entre os braços armado e financeiro da facção, que teria conexões com o Comando Vermelho, do Rio de Janeiro, abastecendo a capital fluminense. Ghelardi era o responsável em ocultar bens, Aun Júnior cuidava da parte financeira, Barsotti de Freitas era o líder da quadrilha e Ribeiro o número 2 na hierarquia.

As investigações do caso começaram em 2005, com a Operação Indra, organizada pelo Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc). Edinho foi goleiro do Santos em duas passagens na década de 1990.

Publicidade