Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ex-ginasta alemão mata filho de 15 anos e se suicida

Jürgen Brümmer sufocou o garoto, que estava paralisado e não conseguia falar depois de acidente, e se atirou de uma ponte. Polícia encontrou carta de suicídio

O ex-ginasta alemão Jürgen Brümmer, de 49 anos, assassinou o filho Simon, de 15, e se suicidou, em Stuttgart, na Alemanha, na madrugada de terça-feira. Em 2012, o garoto foi atropelado por uma mulher quando atravessava a faixa de pedestres e ficou paralisado e sem falar. Segundo o jornal alemão Bild, os policiais receberam uma denúncia de carro abandonado na ponte Körschtal e foram investigar. Eles encontraram o corpo de Brümmer embaixo da ponte, a 55 metros de altura.

De acordo com o jornal, quando os policiais foram informar a mulher sobre o suicídio, descobriram que o filho estava morto na cama – os policiais acreditam que Brümmer sufocou o filho. Em sua casa também foi encontrado um bilhete de suicídio. Brümmer tinha outro filho de 16 anos.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA ESporte no Twitter

Brümmer foi um dos melhores ginastas da Alemanha na década de 1980. Ele foi nove vezes campeão alemão de ginástica artística e chegou a participar da Olimpíada de Seul, na Coreia do Sul, em 1988. Em 1997, começou a atuar como fisioterapeuta e massagista e recentemente havia construído uma clínica.