Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Ex-companheiros de Corinthians lamentam a morte do ídolo Sócrates

Por Da Redação 4 dez 2011, 11h20

Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira não era ídolo apenas dos torcedores do Corinthians e da Seleção Brasileira. O ex-atacante era idolatrado também pelos companheiros de Corinthians, com quem conquistou os Campeonatos Paulista de 1979, 1982 e 1983.

Zé Maria foi avisado pela esposa sobre o falecimento do craque, que aconteceu na madrugada deste domingo, no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, em decorrência de choque séptico.

‘Eu cheguei de Botucatu de madrugada e fui à missa, quando a minha mulher me deu a notícia. O Magrão era um grande cara. É um choque!’, declarou o ex-lateral esquerdo em entrevista à GE.Net.

Basílio começou a se preocupar com a saúde de Sócrates logo que ficou sabendo que ele tinha sido novamente internado às pressas. Agora, a preocupação do ex-atacante é conseguir um voo para chegar à Ribeirão Preto, onde o Doutor será enterrado, no Cemitério Bom Pastor, às 17 horas (de Brasília). ‘Machucou todo mudo, vai ser muito triste passar o Natal e o Ano Novo sem o Magrão’, disse.

Ataliba também lamentou a morte do ídolo e amigo, com quem falou pela última vez há 20 dias: ‘A gente sente uma tristeza muito grande. Foi um ídolo, foi um grande amigão’.

Os três ex-jogadores do Corinthians são unânimes na opinião de que os jogadores do alvinegro paulista que entrarão em campo na tarde deste domingo contra o Palmeiras, na partida que decide o título do Campeonato Brasileiro, buscarão a vitória para homenagear o ídolo.

‘Seria ótimo se eles souberem explorar isso pelo lado positivo, fazendo uma homenagem ao Sócrates. Mas eu acho que a notícia não abala o elenco, até incentiva. Os jogadores são muito jovens não tiveram um convívio com o Magrão. Acho que isso mexe até com o Palmeiras, ele tinha amigos lá’, declarou Zé Maria, que estava preparado para assistir ao clássico no Pacaembu, mas mudou de ideia após receber a notícia do falecimento.

Basílio e Ataliba participaram na manhã deste domingo de um jogo de um torneio interno de masters, no estádio do Juventus, na Mooca, entre Mirassol e São Caetano e, antes da partida, fizeram um minuto de silêncio em homenagem ao Doutor.

Continua após a publicidade
Publicidade