Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Euro-2016: Itália despacha Espanha e encara Alemanha nas quartas

Equipe italiana vence por 2 a 0, com gols de Chiellini e Pellé, e se vinga dos atuais bicampeões

Por Da Redação - 27 jun 2016, 15h27

A seleção italiana colocou fim ao sonho do tricampeonato da Espanha na Eurocopa de 2016. Nesta segunda-feira, a Itália voltou a mostrar sua força e eliminou os campeões na reedição da última final, com uma vitória convincente por 2 a 0, no Stade de France, na grande Paris, com gols de Giorgio Chiellini e Graziano Pellé. A equipe italiana fará outro clássico nas quartas de final, diante da campeã mundial Alemanha.

Fiel ao estilo que a consagrou com quatro títulos mundiais, a Itália se vingou da derrota por 4 a 0 na última decisão com um jogo firme na defesa e eficiente nos contra-ataques. O primeiro gol saiu aos 32 minutos, em cobrança de falta cobrada pelo brasileiro naturalizado italiano Eder. O goleiro David De Gea espalmou para o meio da área e a bola sobrou para o zagueiro Chiellini empatar. De Gea, que falhou no lance, se redimiu com duas belíssimas defesas, em finalizações de Pellé e Giaccherini.

Leia mais:

Islândia, a seleção nanica que se tornou sensação da Euro

Publicidade

Alemanha confirma favoritismo e passa pela Eslováquia

Euro-2016: França derrota a Irlanda de virada e vai às quartas de final

A Espanha voltou do intervalo mais ofensiva, mas parou no talento de Gianluigi Buffon. O goleiro de 38 anos fez ao menos três grandes intervenções, em chutes de Álvaro Morata, Andrés Iniesta e Gerard Piqué. O drama continuou nos instantes: aos 44 minutos, David Silva levantou na área, Piqué cabeceou e Buffon salvou a Itália mais uma vez.

A Itália, então, matou o jogo no minuto seguinte, em mais um contragolpe. Matteo Darmian recebeu na direita e cruzou para o meio até Pellé, que, depois de desvio da zaga, encheu o pé para selar a classificação italiana. O técnico Antonio Conte, que deixará a seleção após a Euro para dirigir o Chelsea, perdeu o controle na comemoração e quase derrubou o banco de reservas do estádio.

Publicidade

Campeã em 1968, a Itália reencontrará a Alemanha, pela qual passou nas semifinais em 2012, e que neste domingo bateu a Eslováquia por 3 a 0. O clássico que reúne oito títulos de Copa do Mundo em campo, acontecerá no próximo sábado, em Bordeaux.

(da redação)

Publicidade