Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Eurico é ‘driblado’ por Léo Moura e Ronaldinho. E fecha com Celso Roth

Presidente do Vasco ficou furioso com desistência do lateral, ex-Flamengo, e disse que não contava com 'leilão' por Ronaldinho

Último colocado do Brasileirão, o Vasco da Gama teve um início de semana bastante agitado. Nesta segunda-feira, o presidente Eurico Miranda anunciou a demissão do técnico Doriva e um pacotão de reforços, incluindo duas contratações bombásticas: Ronaldinho Gaúcho e Léo Moura. Eurico chegou a dar concretizada a contratação do ex-lateral do rival Flamengo e disse que Ronaldinho estava 90% acertado. O presidente vascaíno, no entanto, foi surpreendido com mudanças nos planos dos atletas e teve que se contentar com a chegada apenas do atacante argentino Germán Herrera e do treinador Celso Roth.

Leia também:

Ronaldinho Gaúcho despreza a seleção: ‘Não acompanho’

Clube de Angola promete tirar Ronaldinho do México

Zagueiro Lúcio vai jogar no time de Zico, na Índia

O caso de Léo Moura chamou mais atenção e deixou Eurico Miranda furioso. Aos 36 anos, o jogador não se adaptou ao Fort Lauderdale Strikers, clube da NASL, equivalente à segunda divisão dos Estados Unidos, e decidiu retornar ao país, quatro meses depois de deixar o Flamengo. Segundo Eurico, Léo Moura já havia acertado as bases salariais e se apresentaria ao Vasco nos próximos dias, mas, de última hora, o lateral mudou de ideia. “Ele acertou as bases para jogar no Vasco, mas depois ligou para dizer que teve problemas porque a situação foi divulgada. O Vasco não procurou o Léo Moura. O Léo Moura é que acertou com o Vasco. Se teve pressão da tia, da torcida… isso não é problema meu” , desabafou Eurico à Rádio Tupi.

Léo Moura já jogou no Vasco em 2002, mas passou os últimos dez anos no Flamengo, onde se tornou ídolo. Após o anúncio do acordo, o veterano foi bastante criticado nas redes sociais tanto por flamenguistas quanto por vascaínos, o que o teria feito desistir da transferência. Revoltado, Eurico confirmou que a negociação foi encerrada e disse que não aceitaria Léo Moura “nem de graça” no futuro. Seu provável destino é o Coritiba.

Ronaldinho – De saída do Querétaro, do México, o meia de 35 anos segue sua rotina anual de entregar seu futuro nas mãos do irmão e empresário Assis Moreira, que, por sua vez, escuta todas as propostas de qualquer país do mundo. Eurico, no entanto, se entusiasmou com a primeira conversa que teve com Ronaldinho e chegou a dizer que estava 90% acertado com o jogador. O presidente disse que um projeto de marketing havia sido criado para trazer o Bola de Ouro da Fifa em 2004 e 2005 a São Januário.

No entanto, Assis viajou para fora do país para negociar com outros clubes, o que teria pego Eurico de surpresa, segundo informações do site GloboEsporte.com nesta terça-feira. Há meses, especula-se que clubes dos Estados Unidos, Turquia e até Angola tenham interesse em Ronaldinho. Nos últimos anos, Grêmio e Palmeiras foram alguns dos clubes que foram frustrados pelos “leilões” promovidos por Assis. De concreto para os vascaínos, há apenas a chegada do técnico Celso Roth – que passou pelo clube duas vezes, em 2007 e 2010 – e do argentino Germán Herrera, com passagens por Grêmio, Corinthians e Botafogo, e que estava nos Emirados Árabes.

Ronaldinho Gaúcho faz selfie com Roberto Assis Moreira Ronaldinho Gaúcho faz selfie com Roberto Assis Moreira

Ronaldinho Gaúcho faz selfie com Roberto Assis Moreira (/)

(da redação)