Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

EUA têm 24 candidatos a receber Copa América 2016

Entre 8 e 13 estádios vão receber jogos do torneio que comemora centenário

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 21h42 - Publicado em 8 jan 2015, 18h06

Decididos a entrar de vez no mapa do futebol mundial, os Estados Unidos anunciaram que 24 regiões metropolitanas do país têm interesse em receber os jogos da Copa América de 2016. A Concacaf, que gere o futebol nas Américas do Norte e Central e no Caribe, vai anunciar em maio uma lista de oito a 13 estádios que vão receber os jogos, entre 3 e 26 de junho de 2016, em comemoração ao centenário do torneio promovido pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol). Será a primeira vez que a Copa América vai acontecer fora da América do Sul e a Concacaf, responsável pela organização do evento, quer estádios com pelo menos 50.000 lugares. Pela primeira vez serão 16 times – os dez da América do Sul, mais Estados Unidos, México, Costa Rica, Jamaica, e duas equipes que virão de eliminatórias.

Leia também:

MLS: LA Galaxy confirma chegada de Gerrard em julho

MLS: Kaká estreia no Orlando City contra David Villa

Ronaldo vira sócio de time de futebol nos Estados Unidos

Continua após a publicidade

Demonstraram interesse as regiões metropolitanas de Phoenix (Arizona); Los Angeles, San Diego e São Francisco (Califórnia); Denver (Colorado); Washington D.C. (Distrito de Columbia); Jacksonville, Orlando e Tampa (Flórida); Atlanta (Georgia); Chicago (Illinois ); Indianápolis (Indiana); Baltimore (Maryland); Boston (Massachusetts); Detroit (Michigan); Kansas City e St. Louis (Missouri); Nova York/Nova Jersey; Cleveland (Ohio); Filadélfia (Pennsylvania); Nashville (Tennessee); Dallas e Houston (Texas); Seattle (Washington). A Concacaf divulgou a lista considerando “regiões metropolitanas” e não “cidades” porque em muitos casos os estádios ficam em cidades menores vizinhas dos municípios maiores.

Leia também:

Manchester United x Real tem recorde de público nos EUA

Kaká vai ser o jogador mais bem pago da liga americana​

O interesse dos Estados Unidos se estende na promoção gigante que a maior liga de futebol dos Estados Unidos, a Major League Soccer (MLS), terá na temporada de 2016, com craques como Gerrard, Villa, Kaká e Lampard. Além disso, os bons jogos da seleção dos EUA na Copa do Mundo no Brasil tiveram grande audiência e fizeram com que os americanos prestassem mais atenção ao futebol.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade