Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

‘Eu esperava mais dele’, diz Vilanova sobre Pep Guardiola

Técnico do Barcelona revelou ter mágoa do antecessor, seu amigo há 28 anos

Por Da Redação 16 jul 2013, 11h39

“Quando fiquei mais de dois meses lá, não nos vimos e não foi minha culpa. Eu precisava dele, mas ele achou que não”

Os atritos entre Tito Vilanova, Pep Guardiola e a diretoria do Barcelona ganharam mais um capítulo nesta terça-feira, quando o atual técnico do clube catalão admitiu publicamente estar chateado com o antecessor – que, de acordo com ele, o visitou poucas vezes enquanto era submetido a um tratamento contra o câncer. “Ele era meu amigo e eu precisava dele, mas ele achou que não”, disse Vilanova em sua primeira entrevista coletiva na nova temporada do futebol europeu, no centro de treinamento do Barcelona. O treinador também defendeu o presidente do clube, Sandro Rosell, que foi acusado por Guardiola de aproveitar a doença de Vilanova para criticá-lo em público. “Aquilo me surpreendeu. Não acho que ninguém tenha usado minha doença. Estou muito feliz com o tratamento que recebi da direção. Ajudaram a mim e a minha família. Estavam preocupados comigo”, garantiu. Os dois deverão se reencontrar no fim do mês, num amistoso entre Barça e o Bayern de Munique, novo clube de Guardiola. “Será apenas mais um jogo”, disse Vilanova.

Leia também:

Guardiola acusa Barcelona de tentar manchar sua imagem

Barcelona fecha contrato de patrocínio com a Panasonic

Barcelona traça um plano detalhado para ter Neymar 100%

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade