Clique e assine a partir de 9,90/mês

ET, lenda, melhor da história…companheiros se derretem por Messi

Atuação de gala do craque argentino diante do Manchester City foi o principal assunto na Europa ao fim das oitavas de final da Liga dos Campeões

Por Da Redação - 19 mar 2015, 09h44

Lionel Messi iniciou o ano em baixa, depois de perder pela segunda vez consecutiva o prêmio de melhor do mundo para Cristiano Ronaldo. No entanto, passados três meses, o craque argentino do Barcelona voltou a demonstrar sua melhor versão e já disparou como favorito à próxima Bola de Ouro. Depois de uma grande exibição diante do Manchester City nesta quarta-feira, Messi recebeu elogios rasgados de todos os seus companheiros e da imprensa europeia. Até o técnico Luis Enrique, com quem teve alguns desentendimentos no início do ano, se derreteu pelo craque, a quem qualificou como “o melhor da história”.

Leia também:

Liga dos Campeões: Barcelona se classifica para as quartas

Messi arrasa Cristiano Ronaldo em 2015 e quebra mais um recorde ​

Decepção de Messi no Brasil é eleita a melhor foto esportiva de 2014

Lionel Messi: um gênio em campo – e muita mimado

Continua após a publicidade

Messi não marcou contra o City na vitória por 1 a 0 – parou nas mãos do goleiro Joe Hart, outro que teve atuação brilhante – mas distribuiu dribles e deu uma linda assistência para o gol de Ivan Rakitic, que definiu uma vaga às quartas de final da Liga dos Campeões. Uma caneta de Messi em James Milner, na primeira etapa, levantou até o técnico Pep Guardiola, do Bayern de Munique, que voltou ao Camp Nou para assistir à partida ao lado de familiares nas tribunas.

Ao final da partida, Messi admitiu estar vivendo uma grande fase. “Estou bem, desfrutando, como toda a equipe. Não me canso nunca, é lindo sentir a sensação de que as pessoas gostam de você, estou muito agradecido e feliz”, afirmou ao Canal + após a partida. Ele ainda foi irônico ao ser perguntado se estaria vivendo seu melhor momento. “Nossa, passei de um desastre ao meu melhor momento em muito pouco tempo, né?”, sorriu Messi.

O croata Rakitic agradeceu pela assistência e disse que até os adversários deveriam aplaudir Messi. “É impressionante. Incrível. Não dá para qualificar o que ele faz. Já não sabemos o que dizer. Acho que até os jogadores do City desfrutaram de ver o Messi jogar”, disse, ao final do jogo. Companheiro de clube e seleção argentina, Javier Mascherano também não mediu palavras. “Jogar com Messi é jogar com o que nunca antes foi visto, é uma lenda.”

Também na zona mista, o goleiro Ter Stegen, que defendeu um pênalti de Sergio Aguero, disse que ainda não descobriu de que planeta veio Messi. Já o técnico Luis Enrique não teve dúvidas sobre a relevância do argentino para o futebol mundial. “É o melhor do mundo, não só da atualidade, mas, para mim, o melhor da história.”

A imprensa europeia, sobretudo a espanhola, também destacou o “recital” do argentino. O diário Sport, de Barcelona, definiu Messi como “O maior espetáculo do mundo”. Já o inglês Daily Mirror destacou a classe do argentino e, em crítica ácida ao Manchester City, afirmou que o encontro desta quarta foi um jogo entre “homens e meninos”. Messi e o Barcelona terão outro duelo importantíssimo neste domingo: enfrentam o Real Madrid, de Cristiano Ronaldo, no Camp Nou, em jogo que vale a liderança do Campeonato Espanhol.

Jornais Sport e Daily Mirror destacaram a atuação brilhante de Messi na vitória por 1 a 0 do Barcelona sobre o Manchester City
Jornais Sport e Daily Mirror destacaram a atuação brilhante de Messi na vitória por 1 a 0 do Barcelona sobre o Manchester City VEJA

(da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade