Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Estrela japonesa em Tóquio, tenista Naomi Osaka é eliminada por checa

<p>Responsável por acender a pira olímpica, atleta de 23 anos teve atuação apática e perdeu para Marketa Vondrousova, 42ª do mundo, por 2 sets a 0</p>

Por Da Redação Atualizado em 11 jan 2022, 16h46 - Publicado em 27 jul 2021, 02h25

Quatro dias depois de acender a pira olímpica na cerimônia de abertura dos Jogos de Tóquio, a tenista japonesa Naomi Osaka se despediu do evento de forma amarga. A segunda colocada do ranking da WTA teve uma atuação bastante apática e foi derrotada por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/4, pela checa Marketa Vondrousova, 42ª do tênis, pelas oitavas de final da competição, na madrugada desta terça-feira, 27, no Parque de Tênis Ariake.

Nos Jogos Olímpicos em casa, Osaka voltou a atuar pela primeira vez desde maio, quando decidiu abandonar a disputa de Roland Garros, alegando que precisava cuidar de sua saúde mental, após ser multada pela organização do Grand Slam francês por se recusar a dar entrevistas. Ela, no entanto, chegou ao país natal (nasceu no Japão, mas vive desde os três anos nos EUA com a mãe japonesa e o pai haitiano) na condição de estrela do evento.

Mulher, negra, jovem, bem sucedida (foi a atleta mais bem paga do mundo ano passado, segundo a revista Forbes) e uma das vozes mais ativas em pautas sociais como o racismo, Osaka representava tudo aquilo que os organizadores nipônicos gostariam de transmitir, a cara de um Japão moderno, tolerante e engajado. O desempenho em quadro, porém, não acompanhou a expectativa.

A atleta de 23 anos parece ter sentido a falta de ritmo e foi amplamente dominada por Vondrousova, que nas quartas de final enfrentará a vencedora do jogo entre a espanhola Paula Badosa (29º do mundo) e a argentina Nadia Podoroska (38).

 

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade