Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Estádio Mané Garrincha reabre com Dilma e final do Brasiliense

A arena será palco da abertura da Copa das Confederações, em 15 de junho; para a Fifa, estádio é chamado de Nacional de Brasília

Por Da Redação 18 Maio 2013, 10h10

O Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, reabrirá na tarde deste sábado com a presença da presidente Dilma Rousseff. Após a cerimônia, da qual também participa o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, o estádio receberá seu primeiro jogo oficial, com a disputa entre Brasília e Brasiliense, pelo Candangão – o campeonato estadual.

Leia também:

Brasília: um monumento bilionário ao desperdício na Copa

A arena é a quinta a ser entregue entre dentre as seis sedes da Copa das Confederações – antes dele, foram inaugurados Mineirão, Castelão,Fonte Nova e Maracanã. Falta a Arena de Pernambuco, que será aberta na próxima quarta-feira, em amistoso entre Náutica e Sporting, de Portugal.

O Mané Garrincha receberá o primeiro jogo do torneio internacional em 15 de junho, quando a seleção brasileira encara o Japão.

A inauguração da obra, de custo estimado em 1,015 bilhão de reais, havia sido adiada duas vezes e causou preocupação nos representantes da Fifa e do Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo de 2014. No ano que vem, o estádio do Distrito Federal receberá sete jogos do mundial.

Candangão – Para o jogo deste sábado, somente um terço das arquibancadas estão preenchidas e a expectativa de público é de 22.000 torcedores, incluindo os 6.000 assentos gratuitos oferecidos aos operários que trabalharam na reforma. A capacidade do novo estágio é de 72.000 lugares.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade