Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Estádio do Corinthians vai receber a Copa

Decisão foi tomada após reunião entre o governador de São Paulo, Alberto Goldman, o prefeito Gilberto Kassab e o presidente da CBF, Ricardo Teixeira

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, o governador de São Paulo, Alberto Goldman, e o prefeito da cidade, Gilberto Kassab, decidiram nesta sexta-feira que o novo estádio do Corinthians, a ser construído no local onde hoje fica o Centro de Treinamento de Itaquera, na zona leste, receberá os jogos da Copa de 2014 em São Paulo. A reunião foi realizada no Rio de Janeiro.

Goldman e Kassab viajaram ao Rio para tentar, mais uma vez, convencer o presidente da CBF a aceitar o projeto do estádio do Morumbi, que já havia sido rejeitado pela Fifa, mas não houve acordo. Goldman e Kassab disseram também que não seria possível realizar o projeto do estádio de Pirituba, ideia inicialmente lançada pela prefeitura. Diante do impasse, Teixeira perguntou sobre a possibilidade de o novo estádio do Corinthians, cujo projeto deve ser anunciado oficialmente na terça-feira, ser a sede dos jogos em São Paulo. Como governo e prefeitura não estão dispostos a usar dinheiro público na construção de uma nova arena, ficou acertado que a nova casa do Corinthians vai receber o Mundial.

Pelo projeto inicial, avaliado em 300 milhões de reais, o estádio teria capacidade para 48 mil torcedores, insuficiente para abrigar a abertura da Copa – a Fifa exige o mínimo de 65 mil lugares. Mas, segundo os responsáveis pelo projeto, o escritório CDCA, é possível ampliar a capacidade. Em evento na Câmara Municipal de São Paulo, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, que tem forte ligação com o presidente da CBF, não quis confirmar a decisão. “Tem que perguntar para o Ricardo Teixeira (presidente da CBF) e para o governador de São Paulo (Alberto Goldman)”, disse.

O estádio será construído pela empreiteira Odebrecht no terreno onde está o CT do Corinthians, a 500 metros das estações de trem e metrô Corinthians-Itaquera. O entorno comporta 5.095 vagas de estacionamento e espaço de 80 mil m2 para as vilas de hospitalidade da Fifa. Como o clube não tem recursos para bancar a obra, a empreiteira negocia a exploração dos direitos de arena como compensação. Ainda não há acordo definitivo sobre o tema.

Clique aqui e opine: você é a favor da construção de um novo estádio em São Paulo?

Leia o comunicado oficial emitido pela CBF:

Na tarde desta sexta-feira, o governador Alberto Goldman, o prefeito Gilberto Kassab e o coordenador do Comitê Organizador Paulista da Copa 2014, o secretário estadual de Economia e Planejamento Francisco Vidal Luna, estiveram com o presidente da CBF, Ricardo Teixeira.

Na reunião, o presidente da CBF foi consultado mais uma vez sobre a realização da abertura da Copa no Estádio do Morumbi, e informou que esta opção estava totalmente excluída pela FIFA e pelo Comitê Organizador Local da Copa 2014.

O presidente Ricardo Teixeira foi então informado que, apesar de todos os esforços, não foi possível viabilizar a construção de um estádio para a Copa 2014 no complexo de eventos e feiras que será construído em Pirituba.

O governador e o prefeito foram então consultados pelo presidente da CBF sobre a hipótese de a abertura da Copa 2014 ser realizada em novo estádio a ser construído pelo Sport Club Corinthians Paulista, em uma área em Itaquera. Goldman e Kassab reiteraram a disposição de proporcionar o apoio necessário para que São Paulo possa receber a abertura da Copa do Mundo.

O Governo do Estado e a Prefeitura de São Paulo reafirmaram a decisão de não aplicar recursos públicos para a construção de estádios.

ALBERTO GOLDMAN – Governador do Estado de São Paulo

GILBERTO KASSAB – Prefeito da Cidade de São Paulo

RICARDO TEIXEIRA – Presidente da Confederação Brasileira de Futebol