Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Esporte brasileiro já registra o primeiro caso de doping de 2022

Em um exame surpresa, feito fora de competição, a Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem emitiu a primeira suspensão do ano

Por André Sollitto Atualizado em 7 fev 2022, 15h54 - Publicado em 7 fev 2022, 15h11

O carioca Lucas Verthein, responsável por chegar à semifinal do single skiff, igualando o melhor resultado do Brasil no remo na história dos Jogos Olímpicos, em Tóquio 2020, testou positivo para o anabolizante oxandrolona e recebeu suspensão da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD). É o primeiro caso de doping do esporte brasileiro em 2022.

O resultado positivo foi obtido em um exame surpresa, feito fora de competições, colhido no dia 13 de janeiro. A suspensão da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem é provisória.

O brasileiro Lucas Verthein na disputa do skiff simples em Tóquio - 22/07/2021
O brasileiro Lucas Verthein na disputa do skiff simples em Tóquio – 22/07/2021 Miriam Jeske/COB/Divulgação

Nos Jogos Olímpicos de 2020, o atleta do Botafogo foi o único representante brasileiro da modalidade, que já foi um dos esportes mais populares do país nas primeiras décadas do século XX. Terminou a competição na sexta colocação da final B, equivalente à 12ª colocação geral no single skiff. Com isso, repetiu o feito de Paulo Cesar Dvorakowski nos Jogos Olímpicos de Moscou em 1980.

Antes de Tóquio, o Verthein conquistou a medalha de bronze no Campeonato Mundial de Remo Junior, disputado na Holanda, em 2016, e levou a medalha de bronze no skiff duplo ao lado de Uncas Batista durante os Jogos Pan-Americanos de 2019, em Lima, no Peru.

Além do grande desempenho na primeira Olimpíada que disputou na carreira, Verthein ficou conhecido ainda pela história de superação. Durante os treinos preparatórios, dividia o tempo entre entregas de bicicleta, o trabalho em uma loja de informática e a faculdade de administração de empresas.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)