Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Espanha reclama de gramado após empate com Itália

Por Da Redação 11 jun 2012, 11h18

Por AE -AP

Gdansk – A Espanha considera a possibilidade de apresentar um protesto formal à Uefa sobre o estado do gramado da PGE Arena Gdansk após a Itália se recusar a permitir que o campo fosse molhado antes do jogo entre as duas seleções, disputado no último domingo, e válido pela primeira rodada do Grupo C da Eurocopa.

O técnico Vicente del Bosque e vários jogadores, como Andres Iniesta, Xavi Hernandez e Cesc Fabregas, reclamaram das condições do gramado após o empate por 1 a 1. “Precisamos que a duas equipes concordem para regar. Não houve consentimento dos italianos”, disse Grzegorz Lato, presidente da Federação Polonesa de Futebol.

A reclamação da Espanha, porém, pode ser feita tarde demais, já que as regras da Uefa dizem que os protestos durante o torneio “devem ser apresentados por escrito dentro de um máximo de 12 horas após o final da partida”. Caso contrário, o capitão Iker Casillas teria que ter feito um protesto oficial na presença de Gianluigi Buffon, capitão da Itália, durante a partida.

O campo seco afeta, teoricamente, o estilo de jogo da seleção espanhola, marcado pelo toque de bola rápido. De acordo com Lato, a Polônia teve um pedido semelhante de molhar o gramado rejeitado pela Grécia antes da partida de abertura da Eurocopa, na sexta-feira, em Varsóvia.

A Espanha volta a jogar nesta quinta-feira, em Gdansk, contra a Irlanda, em partida válida pela segunda rodada do Grupo C da Eurocopa. Já a Itália vai encarar em Poznan a Croácia, que lidera a chave após vencer os irlandeses por 3 a 1.

Continua após a publicidade
Publicidade