Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Espanha e Argentina estão a um passo da decisão da Copa Davis

Espanha e Argentina deram um grande passo rumo à final da Copa Davis, ao abrirem nesta sexta-feira uma vantagem de 2 a 0 nos seus confrontos pelas semifinais, dominando França e Sérvia.

Em 2008, argentinos e espanhóis já se enfrentaram na decisão da Davis, em Mar del Plata, quando os ‘Hermanos’ foram derrotados em casa pelos europeus.

Agora, ambos precisam apenas de um ponto para carimbar sua vaga na decisão, o que pode acontecer já neste sábado, quando serão disputadas as partidas de duplas.

A Argentina joga sua semifinal fora de casa, em Belgrado, diante da Sérvia, atual campeã.

Porém, os sérvios não puderam contar com o número um do mundo, Novak Djokovic, para a primeira partida de simples. ‘Nole” desistiu de jogar por causa de dores nas costas, além do cansaço por ter voltado apenas na quinta-feira de Nova York, onde conquistou o US Open.

Ele foi substituído em cima da hora por Viktor Troicki, que perdeu para David Nalbandian em quatro sets, por parciais de 6-4, 4-6, 6-2 e 6-3.

O segundo ponto foi marcado por Juan Martín Del Potro, que superou Janko Tipsarevic por 7-5, 6-3 e 6-4.

Nalbandian, ex-número 3 do mundo, caiu para a 74ª posição, mas está começando a voltar a jogar num bom nível e chegou a dar trabalho ao espanhol Rafael Nadal na terceira rodada do US Open.

“Soube meia hora antes que não iria enfrentar Djokovic, mas desde ontém (quinta-feira) estava preparado para qualquer tenista. Estamos em forma e viemos até aqui para fazer história”, afirmou.

A Argentina busca seu primeiro título da Copa Davis, após ter chegado às decisões de 1981, 2006 e 2008, todas perdidas.

A Sérvia comprometeu suas chances de defender seu título, apesar de nunca ter perdido um confronto em casa desde que começou a disputar a competição como país independente.

“Nada está decidido ainda. Foi excelente poder entrar em quadra já com uma vantagem de 1 a 0. Vamos ver o que acontece amanhã”, declarou Del Potro.

Já a Espanha não teve dificuldade para abrir 2 a 0 para cima da França, com duas vitórias fáceis em três sets.

Rafael Nadal, número 2 do mundo, massacrou Richard Gasquet por 6-3, 6-0 e 6-1, enquanto David Ferrer superou Gilles Simon por 6-1, 6-4 e 6-1.

“Foi muito positivo, consegui manter a cabeça fria e fiz o que era preciso na hora certa, sem me desconcentrar por um minuto”, comemorou Nadal.

Já David Ferrer explicou que sua vitória não foi tão fácil quanto o placar sugere: “Foi uma partida difícil fisicamente, acho que o resultado não reflete a partida”.

A Espanha, campeã em 2000, 2004, 2008 e 2009, busca o pentacampeonato na Copa Davis.