Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

‘Escravo do regulamento’, Leão pode usar três zagueiros em Curitiba

Por Da Redação - 19 jun 2012, 18h38

Para chegar à final da Copa do Brasil, o São Paulo só não pode perder nesta quarta-feira contra o Coritiba, no Paraná, por mais de um gol de diferença ou por 1 a 0 e fracassar nos pênaltis. Ciente dos resultados que o beneficiam, Emerson Leão relacionou quatro zagueiros para viajar nesta terça-feira. E três deles podem ser titulares.

Sem Paulo Miranda, que cumprirá suspensão no Couto Pereira por ter sido expulso na vitória tricolor por 1 a 0 no Morumbi, o técnico pode reforçar a marcação com as entradas de Edson Silva e Bruno Uvini ao lado de Rhodolfo. O sacrificado seria Casemiro, que esteve ‘fora de sintonia’ na avaliação do treinador na ida. No banco, João Filipe seria opção para a defesa.

Leão, contudo, faz mistério. Em uma rápida entrevista coletiva depois do treino desta terça-feira, limitou-se a dizer que Paulo Miranda seria substituído. Em suas respostas, entretanto, deixou claro que a vitória é um objetivo, mas não uma fixação dos são-paulinos na busca por uma vaga na decisão.

‘Quando inicia o campeonato, você fica sabendo do regulamento e se torna escravo do regulamento. Se a vitória for possível, tudo bem. Se não for possível, estará tudo bem com outro resultado que nos classifique’, afirmou, despreocupado com a atual sequência de três vitórias por 1 a 0. ‘O futebol brasileiro não está para exibição, mas para resultados com um time coeso.’

Publicidade

E time coeso é aquele que faz gols e não sofre. ‘O 1 a 0 é ótimo. Constante então, melhor ainda, sobe o índice cada vez mais e nos classifica melhor. O desagradável é o 1 a 0 contrário todos os dias. Precisamos ter performance de vitória’, indicou, reiterando, porém, que não armará uma retranca, até concordando com Luis Fabiano sobre a necessidade de balançar as redes em Curitiba para encaminhar a classificação.

‘Não podemos ficar só esperando o resultado. Não podemos ser sparring porque temos tradições e grandes jogadores. Quando jogamos aqui, falavam que o importante era não tomar gol. Não tomamos e fizemos um. Lá, o importante é não tomar e fazer também, é para isso que vamos determinados’, avisou.

Além de Paulo Miranda, os outros desfalques do São Paulo para a decisiva partida no Paraná são Rogério Ceni, que se recupera de cirurgia no ombro, Cañete, que operou o joelho direito, Wellington, que passou por intervenção no joelho esquerdo, e Fabrício, que rompeu o ligamento cruzado do joelho esquerdo no domingo.

Confira os 19 relacionados por Emerson Leão para a viagem a Curitiba:

Publicidade

Goleiros: Denis e Léo

Zagueiros: Rhodolfo, Edson Silva, João Filipe e Bruno Uvini

Laterais: Douglas e Cortez

Volantes: Rodrigo Caio, Denílson e Casemiro

Publicidade

Meias: Jadson, Cícero e Maicon

Atacantes: Lucas, Luis Fabiano, Fernandinho, Osvaldo e Willian José

Publicidade