Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Escalação de Dedé ainda é dúvida para Cristóvão Borges

Ficou para este sábado a definição se o zagueiro Dedé será relacionado pelo técnico do Vasco, Cristóvão Borges, para a partida deste domingo, às 17 horas (de Brasília), diante do Bahia no Estádio Pituaçu, em Salvador (BA), pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. O jogador, que se recupera de um edema ósseo na fíbula da perna esquerda, não joga há mais de dois meses.

Na manhã desta sexta-feira Dedé treinou com bola e aparentemente nada sentiu. Apesar disso, Cristóvão Borges não quis antecipar se pretende relacioná-lo para o jogo, uma vez que prefere esperar pela forma como o Mito vai se reapresentar na manhã deste sábado, em São Januário, onde acontecerá o último treino antes da viagem para a capital baiana.

‘A viagem do Dedé só depende da maneira como ele vai se apresentar. O jogador treinou bem ontem e hoje e a carga de trabalho tem sido forte para prepararmos ele da melhor maneira possível. Por isso não queremos nos precipitar e vamos ver como ele chegará ao último treino antes da viagem’, afirmou Cristóvão, que tem sempre adotado a cautela ao falar de Dedé. Já, o jogador está otimista.

‘Eu venho trabalhando bem, embora tenha plena consciência de que ainda não estou cem por cento e que ainda vou precisar readquirir o ritmo de jogo. Mas estar próximo do retorno é algo que já me deixa muito animado’, disse Dedé.

Caso realmente seja selecionado para o duelo contra o Bahia, Dedé vai começar a partida no banco de reservas, pois ainda não aguenta atuar ao longo de noventa minutos. Dessa maneira, mais uma vez a zaga cruz-maltino será composta por Renato Silva e Rodolfo. Com o retorno do Mito, porém, ficará a dúvida sobre quem deixa o setor. A tendência, porém, é que Rodolfo seja mesmo o sacrificado.

Se a volta de Dedé ainda não está confirmada, Cristóvão Borges recebeu uma grande notícia. O lateral esquerdo Thiago Feltri, que estava afastado por conta de um estiramento na coxa esquerda sofrido na derrota por 1 a 0 para o Corinthians, pelas quartas de final da Copa Libertadores, está recuperado, treinou com os demais companheiros e está confirmado para viajar com a delegação.

Quem foi preservado do treino desta manhã de sexta-feira foi o meia Juninho Pernambucano, porém nada que preocupe a comissão técnica. O jogador cumpriu apenas a rotina de fisioterapias e trabalho de reforço muscular para evitar que sofra lesões com o desgaste do excesso de jogos, uma vez que já tem 37 anos. Dessa forma, ele viaja normalmente para a Bahia. Quem permanece de fora é o volante Rômulo, que está servindo à Seleção Brasileira na disputa de amistosos internacionais e só se reapresentará na terça-feira.

Neste sábado pela manhã os jogadores se reapresentam em São Januário, participam de um recreativo e em seguida a delegação embarca para a capital baiana. O Cruz-maltino, que lidera o Campeonato Brasileiro com nove pontos e cem por cento de aproveitamento, busca a quarta vitória na competição. Se conseguir isso o time repete o feito dos anos de 1976, 1978 e 1979. Porém o melhor início do time de São Januário em um Brasileirão aconteceu na edição de 1988, quando largou com cinco vitórias consecutivas. Naquela ocasião o time estreou fazendo 1 a 0 no Flamengo no Maracanã. Depois bateu o Goiás por 2 a 0 em Goiânia (GO), a Portuguesa por 4 a 2 em São Januário, o Atlético-PR por 1 a 0 no Paraná, e o Palmeiras por 3 a 2 em São Paulo.

Fora de campo o Vasco segue tentando acertar a permanência do volante Fellipe Bastos e do atacante Eder Luis, que estão emprestados até o meio do ano e têm os direitos federativos ligados ao Benfica, de Portugal. O Cruz-maltino abriu os olhos após a imprensa do Rio Grande do Sul noticiar o interesse do Grêmio na contratação do atacante.