Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Erro grotesco’ de Bruno tira Palmeiras da Libertadores

Herói do jogo de ida no México, goleiro leva frango no Pacaembu e equipe paulista dá adeus ao torneio continental após derrota por 2 a 1 contra o Tijuana

“Foi um erro grotesco que não poderia ter acontecido.” Foi dessa forma que o próprio goleiro Bruno, do Palmeiras, definiu a sua falha que resultou no primeiro gol do Tijuana na noite desta terça-feira, no Pacaembu, na partida de volta das oitavas de final da Copa Libertadores. O lance desestabilizou a equipe paulista, que não conseguiu mais se recuperar dentro do jogo e acabou derrotada por 2 a 1 e eliminada do torneio continental — a primeira partida havia terminado em 0 a 0.

O jogo – A falha de Bruno, que vem substituindo o lesionado Fernando Prass e havia fechado o gol no México, aconteceu aos 26 minutos do primeiro tempo, logo depois da equipe paulista ter acertado o travessão do Tijuana em um falta cobrada por Ayrton. Após uma boa trama do ataque mexicano, Riascos chutou da entrada da área, mas pegou muito mal na bola e ela foi devagar em direção ao goleiro. Bruno se abaixou para encaixar, mas acabou deixando ela bater em suas luvas e entrar devagar no gol. Com a vantagem, o Tijuana passou a segurar a partida com muitas faltas, dificultando ainda mais a já complicada missão do Palmeiras.

Leia também:

São Paulo: após cortes, apostas duvidosas e ídolo à venda

De ‘refugos’ a selecionáveis: a grande virada do Atlético-MG

Sincero, o goleiro do Palmeiras admitiu a falha antes mesmo de entrar nos vestiários e contou com o apoio dos mais de 36 mil torcedores que lotaram o Pacaembu e gritaram o seu nome no intervalo.

Na segunda etapa, novo baque para o time da casa: depois da defesa afastar uma bola cruzada, o meia Arce acertou um belo chute de fora da área e ampliou para o Tijuana. O Palmeiras quase não teve tempo de lamentar. Dez minutos depois, o juiz marcou pênalti para a equipe de Gilson Kleina, depois da bola ter batido na mão do zagueiro Aguilar dentro da área. Souza cobrou no meio do gol e colocou sua equipe de volta ao jogo. Aos 22, Kleber marcou aquele que seria o gol de empate, mas o confuso árbitro venezuelano anulou incorretamente — no lance, o atacante estava na mesma linha dos zagueiros.

Precisando de dois gols, o Palmeiras não teve força nem qualidade para ensaiar uma pressão final e quase levou o terceiro em um contra-ataque em que Riascos driblou Bruno e chutou em cima do zagueiro Maurício Ramos.

Quartas – Com a classificação confirmada, o Tijuana avança para as quartas e enfrenta outro time brasileiro, o Atlético-MG. Eliminado, agora o Palmeiras se concentra na disputa da Série B.