Clique e assine a partir de 8,90/mês

Equipe de bobsled alcança melhor posição do Brasil em PyeongChang

Na 23ª colocação, participação da equipe de bobsled de quatro integrantes foi a melhor nos Jogos de Pyeongchang

Por AFP - Atualizado em 25 fev 2018, 10h00 - Publicado em 25 fev 2018, 09h51

A equipe do bobsled de quatro integrantes conseguiu neste domingo a melhor posição do Brasil, 23º, nos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang-2018. Edson Bindilatti, Odirlei Pessoni, Edson Ricardo Martins e Rafael Souza de Silva não conseguiram passar à quarta e última etapa, na qual participaram as 20 melhores equipes.

Mas a 23ª posição significa o melhor resultado do país na Coreia do Sul, superando o 24º lugar de Isadora Williams na patinação artística e o 27º lugar da competição de bobsled de duplas.

A competição do bobsled para quatro pessoas foi dominada pela Alemanha, que conquistou o ouro e a prata. A Coreia do Sul dividiu a prata com o mesmo tempo que a segunda equipe alemã.

O melhor resultado do Brasil na história dos Jogos Olímpicos de Inverno continua sendo o nono lugar de Isabel Clark no snowboardcross em Turim-2006. Clark, que disputaria sua quarta Olimpíada no snowboardcross, sofreu uma lesão na véspera da competição e não participou dos Jogos de Pyeongchang.

A Noruega encerrou os Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang como líder no quadro de medalhas, com 14 medalhas de ouro e 39 no total, um recorde. A Alemanha ficou em segundo lugar, com o mesmo número de ouros, mas 31 medalhas no total.

As 39 medalhas da Noruega representam um recorde de pódios para um país em apenas uma edição dos Jogos de Inverno. A marca anterior pertencia aos Estados Unidos (37 em Vancouver-2010).

A Coreia do Sul, anfitriã da competição, terminou com 17 medalhas, cinco delas de our.

Continua após a publicidade
Publicidade