Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Enquanto NBA se mantém paralisada, jogadores planejam turnê

Enquanto donos de equipes e jogadores da NBA mantêm as negociações para pôr fim à paralisação, algumas estrelas da Liga pretendem sair em turnê no próximo domingo para disputar vários jogos de exibição em diferentes países.

As últimas negociações foram realizadas na quinta-feira passada e terminaram sem acordo, enquanto que parte da imprensa americana indica que o impasse pode chegar ao fim ainda esta semana.

Após o último contato, os jogadores disseram que os donos insistiram que concordam em dividir a metade da receita antes que possa ser discutida a questão do teto salarial, considerado o maior problema.

Caso não se chegue a acordo algum, a NBA provavelmente será forçada a suspender mais jogos da temporada regular –prevista para começar em 1º de novembro–, que se somariam às duas semanas que já foram canceladas.

Com isso, algumas estrelas da Liga podem iniciar uma turnê de seis jogos durante duas semanas em quatro continentes, que começaria no próximo domingo em Porto Rico.

A viagem, batizada de World All-Star Classic, foi anunciada pela ESPN.com.

Os astros Kobe Bryant, Dwyane Wade, Dwight Howard, LeBron James, Amare Stoudemire e Kevin Durant lideram a equipe de 18 craques da NBA, segundo fontes.

Caso haja a turnê -depende das negociações durante a greve-, o primeiro jogo será no domingo, 30 de outubro, em San Juan, Porto Rico.

As duas partidas seguintes seriam nos dias 1º e 3 de novembro, na O2 Arena de Londres. O quarto jogo seria disputado em Macau, na Cotai Arena do Hotel Venetian, e a turnê chegaria ao fim em Melbourne, Austrália, com jogos em 8 e 9 de novembro, na Rod Laver Arena.

Cada jogador pode receber um salário de 100.000 a um milhão de dólares, e grande parte da renda também pode ser doada a instituições de caridade.