Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ênio Vecchi não é mais técnico da seleção de basquete

Por AE

São Paulo – Sem grandes explicações, a Confederação Brasileira de Basquete (CBB) anunciou nesta quinta-feira a decisão de não renovar o contrato com o técnico Ênio Vecchi. O treinador, assim, deixa o comando técnico da seleção brasileira feminina depois de levá-la à classificação para os Jogos Olímpicos de Londres.

O treinador tinha contrato com a CBB até o dia 31 de dezembro. Ele havia assumido a seleção há um ano, no lugar do espanhol Carlos Colina. O treinador, na ocasião, estava trabalhando no Vitória Basquete, do Espírito Santo. Além de Ênio, Uburatan Paccini, que era seu assistente, também não permanece na seleção.

Na nota publicada em seu site oficial, a CBB alega que a decisão foi tomada “a partir de um realinhamento do projeto pensando no continuidade do trabalho de base realizado até agora e para 2016.”. O texto não explicita se Janeth Arcaín, que também era assistente de Ênio, segue na CBB. Ela, porém, tem a confiança da diretora de basquete feminino, Hortência Marcari, sua ex-companheira de quadra, e comandou as seleções de base na Copa América Sub-16, no Sul-Americano Sub-17 e na Universíade.

Ênio comandou a seleção brasileira feminina em apenas dois torneios. No Pré-Olímpico das Américas, quando o Brasil foi campeão com certa facilidade, e nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. Ali, a seleção perdeu para Porto Rico nas semifinais e teve se contentar com uma frustrante medalha de bronze.