Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Enfim campeão, San Lorenzo viaja para festejar com papa

Equipe quebrou jejum de títulos que já durava 6 anos - e atribui essa boa fase à chegada de seu torcedor ilustre ao Trono de Pedro, que receberá a delegação

O San Lorenzo quebrou seu jejum de títulos – e, nesta segunda-feira, inicia sua peregrinação para festejar com um dos protagonistas da conquista (pelo menos de acordo com a fé dos integrantes da equipe). O clube argentino voltou a ser campeão nacional no domingo, depois de seis anos sem levantar a taça, e já nesta segunda embarca rumo ao Vaticano, onde deverá comemorar a conquista com o papa Francisco, um de seus torcedores mais fiéis – e certamente o mais ilustre. A diretoria e o elenco do clube afirmam que o San Lorenzo fez uma campanha “iluminada” desde que o cardeal Jorge Mario Bergoglio foi escolhido para ocupar o Trono de Pedro.

O presidente Matías Lammens, o vice-presidente Marcelo Tinelli, o técnico Juan Antonio Pizzi e os principais jogadores do time campeão iniciam a viagem para Roma nesta segunda, e chegam ao Vaticano na terça – por coincidência, aniversário do papa, que faz 77 anos. O presente ao torcedor famoso será um encontro com toda a delegação. Sócio do clube do bairro de Almagro, o papa já fez referência ao clube (e ao seu gosto pelo futebol de modo geral) em várias audiências públicas e encontros com fiéis em seus nove meses de pontificado. Francisco adora receber camisas de clubes de todas as partes do mundo – mas sua reação é ainda mais empolgada quando alguém entrega a ele uma camisa azul e grená do San Lorenzo.

Leia também:

Novak Djokovic segue o papa e vira sócio do San Lorenzo

Time do papa transforma Francisco em seu novo ‘craque’

Fã de futebol, papa acumula coleção invejável de camisas

A equipe foi campeã ao segurar um empate com o Vélez, fora de casa, 0 a 0, e ver os outros rivais diretos na briga pelo título, o Newell’s Old Boys e o Lanús, empatarem no outro jogo decisivo da rodada. Este é o 15º título da história do clube, que conta com uma das cinco maiores torcidas da Argentina. Com a conquista, o San Lorenzo também garante uma vaga na Copa Libertadores de 2014, tirando o lugar do River Plate. Como iniciou a rodada com dois pontos de vantagem para seus principais rivais, o San Lorenzo era o único que dependia apenas de si mesmo para erguer a taça. Uma vitória simples garantiria o título, mas o time do papa sofreu para aguentar a pressão do Vélez.

(Com agências EFE e Gazeta Press)