Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Empresário diz que Dagoberto não quer nem deve sair antes de abril

São Paulo e Inter realizam complicada negociação para que Dagoberto, com contrato assinado para defender o clube gaúcho a partir de abril, seja liberado antes do vínculo que mantém com os paulistas. Mas as conversas e comentários têm irritado o empresário do atacante, Marcos Malaquias, que assegura a intenção de seu cliente em permanecer até 18 de abril, quando acaba seu compromisso com o Tricolor.

‘Não posso aceitar pessoas dizendo que ele quer sair antes. Isso não e verdade! Ele segue cumpridor de seu compromisso no time que respeita. Fiz um contrato que vale a partir de abril com o Dagoberto e o Inter e de hipótese alguma pensei em tirá-lo do São Paulo antes de abril. Ele segue normalmente’, escreveu Malaquias em seu Twitter

De acordo com o agente, o jogador não faz nenhum esforço para chegar ao Beira-Rio em janeiro e passa suas férias com a programação de se apresentar ao técnico Emerson Leão no CT de Cotia em 4 de janeiro. ‘Não conto que ele vá para o Inter antes de abril. Ele irá cumprir normalmente seu contrato. Vale lembrar que irá fazer cinco anos que está no São Paulo’, publicou Malaquias.

Dagoberto, entretanto, não está nos planos da comissão técnica para 2012. Leão até abdicou de relacionar o atleta para a última partida deste ano, contra o Santos, mesmo ainda com chances de chegar à Libertadores. O treinador justificou a decisão alegando que ‘já pensava na próxima temporada’.

Malaquias, contudo, fala como se a situação nem tivesse ocorrido. ‘Chega de polêmicas e vamos trabalhar. Dago se apresenta normalmente e feliz da vida dia 4 em Cotia. A vida segue ‘normalmente’ até abril no São Paulo como sempre foi. Em um grande clube que respeita sempre os jogadores não podia ser diferente’, afirmou, defendendo seu cliente.

‘Ele não está fazendo nada de errado e irá cumprir normalmente seu contrato até o final. Não aceitarei injustiças e comentários maldosos. É normal um jogador fazer um novo contrato em sua vida, mas com o Dago é diferente por quê? Ele respeita o São Paulo e irá se apresentar no dia 4’, insistiu.

Pouco depois de tantos manifestos, entretanto, Marcos Malaquias foi pressionado com mensagens virtuais. E foi obrigado a admitir o que parece lógico. ‘Se as diretorias entrarem em acordo e for bom para os dois lados, ele poderá sair antes’, tentou amenizar.