Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Empresário de Kubica diz que equipe mudou declarações do piloto

O empresário do piloto Robert Kubica, Daniele Morelli, respondeu nesta sexta-feira às declarações da equipe Lotus Renault, que na última quarta disse que o polonês não voltaria para o time no início de 2012. Ele ainda está em recuperação após um grave acidente sofrido no começo deste ano, em um rali na Itália.

‘Não entendo porque a Lotus Renault mudou as palavras de Kubica’, disse Morelli. ‘Não é verdade que ele não estará pronto em 2012. Ele disse que não tem certeza se estará em forma para o primeiro teste em fevereiro’, acrescentou em entrevista ao jornal italiano Gazzetta dello Sport.

Na manhã da última quarta, a equipe divulgou uma nota na qual dizia que o próprio Kubica afirmou que não estava pronto para correr e que, assim, não retornaria à F-1 no início da próxima temporada.

‘Mesmo trabalhando muito, muito duro, durante as últimas semanas, chego à conclusão de que eu ainda não estou certo de que estarei pronto para a temporada 2012. Liguei para o time e os informei da situação’, dizia o piloto no comunicado.

O agente também ressaltou que, caso Kubica não esteja pronto para o início da temporada, o atraso seria de pouco tempo. ‘Esperamos estar prontos, mas, de qualquer forma, o atraso será de alguns meses. 2013 nunca foi mencionado. A Renault seguirá seu caminho no que diz respeito aos pilotos, e nós vamos buscar soluções alternativas’, frisou.

Morelli também garantiu que o piloto só retornará à categoria se puder ter o mesmo desempenho de destaque que tinha antes de seu acidente. Ao contrário do que a Renault alegou, no ano que vem eles estarão livres para negociar com qualquer equipe. ‘(O vínculo) Não se estende até 2012, termina no final de dezembro, então, a partir de 1de janeiro, estamos liberados para irmos para a direção que quisermos’, completou.

Sobre as lesões do polonês, o empresário explicou que boa parte delas já foram recuperadas, mas que o braço direito ainda está muito fraco por ter ficado muito tempo imobilizado.

‘Ele está um pouco acima do peso, mas a perna direita está quase como a esquerda. A cinta de seu cotovelo será removida na terça-feira, então, a partir daí ele, estará livre desses componentes metálicos. A sensibilidade da mão está muito boa, o único problema é a força: os músculos do antebraço ficaram imobilizados por muito tempo, então temos muito trabalho a fazer. Mas é uma questão de tempo: até o fim de janeiro a força deve voltar ao normal’, encerrou.