Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Emerson tem recurso negado e desfalcará Corinthians

Por AE

Rio – O Corinthians não contará com o atacante Emerson no clássico do próximo domingo, contra o Palmeiras, no Pacaembu, pela rodada final do Campeonato Brasileiro. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) negou nesta quinta-feira o recurso apresentado pelo clube contra a suspensão de uma partida imposta ao jogador, em julgamento realizado no Rio, e o atleta ficará fora do confronto no qual a equipe corintiana dependerá de um empate para conquistar o título nacional sem depender do resultado do jogo entre Vasco e Flamengo, no Engenhão.

O departamento jurídico do Corinthians havia conseguido um efeito suspensivo contra a suspensão, e na semana passada o julgamento de Emerson foi adiado, fato que possibilitou a participação do atacante na partida contra o Figueirense, no último domingo, em Florianópolis.

Emerson foi suspenso inicialmente por um jogo com base no artigo 250 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) por ter chutado a bola em Daniel, do Avaí, no Pacaembu, e depois ter pisado no adversário no lance. Na ocasião, o árbitro Leandro Pedro Vuaden apenas aplicou o cartão amarelo ao corintiano. Porém, o corintiano depois foi denunciado por meio de prova de vídeo pela Procuradoria do STJD.

Com isso, Emerson passou a correr o risco de levar de quatro a 12 jogos de suspensão ao ser denunciado no artigo 254, por prática de jogada violenta. Entretanto, por maioria de votos, a Quarta Comissão Disciplinar do STJD desclassificou a infração para o artigo 250 (praticar ato desleal ou hostil durante a partida) do CBJD e o atacante acabou pegando a pena mínima de um jogo de suspensão nesta quinta.

Inicialmente, Emerson seria julgado no dia 22 de novembro, mas o Corinthians conseguiu adiar o julgamento com base no fato de que o Fluminense foi beneficiado por outra medida do tribunal. O clube carioca foi atendido ao acatar um recurso contra a punição ao técnico Abel Braga, suspenso por quatro jogos em primeira instância, mas que obteve um efeito suspensivo e ficou livre para dirigir a equipe até que aconteça um novo julgamento.

Sem Emerson, o Corinthians deverá mandar a campo no jogo contra o Palmeiras o atacante Jorge Henrique, que já foi testado no lugar do titular em treino realizado nesta semana. Com isso, o time deve ser escalado com: Júlio César; Alessandro, Paulo André, Leandro Castán e Fábio Santos; Moradei, Paulinho e Alex; Jorge Henrique, William e Liedson.

CLIMA QUENTE – O Corinthians tentou evitar a suspensão de Emerson nesta quinta, primeiro pedindo novo adiamento do julgamento de Emerson. Porém, o presidente do STJD, Rubens Approbato, negou o pedido. Em seguida, o clima ficou quente após a exibição de dois vídeos, um da Procuradoria e outro da defesa do atleta, feita pelo advogado do Corinthians, João Zanforlin.

Depois da apresentação das imagens, o procurador-geral do STJD, Paulo Schmitt, afirmou: “O caso é de agressão. Tenho respeito pelo advogado, mas não é questão do que a Procuradoria irá falar, e sim o que vemos nas imagens. Com um dos pés, Emerson pisa no pescoço do adversário”. Em seguida, Schmitt ainda foi além ao dizer que o jogador deveria ter pego quatro jogos de suspensão, o que irritou Zanforlin, que alegou tratamento diferente dado pelo tribunal a outros clubes.

“Pedimos igualdade. Num processo do Valdívia, um jogador do Fluminense o acertou com uma pancada e não houve denúncia. Diego Souza, do Vasco, também foi denunciado por prova de vídeo e acabou absolvido. Vários jogos não são gravados (e ficam sem possibilidade de denúncia)”, reclamou Zanforlin, depois de se desculpar por ter se excedido com o presidente do STJD durante o julgamento.