Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Emerson se mostra ansioso para estrear a ‘churrasqueira Luizão’

Por Da Redação 10 jan 2012, 08h06

Emerson tem se esforçado para suportar o período de concentração do Corinthians no CT Joaquim Grava, antes de o Campeonato Paulista e a Copa Libertadores da América começarem. O atacante joga sinuca e pingue-pongue com seus companheiros nas horas vagas e já chama o computador pessoal de ‘amigão’. O próximo passatempo será um churrasco à beira da piscina do novo hotel do clube.

Luizão vibra com homenagem

‘Como o hotel foi construído agora, tudo está sendo novidade. Estamos curtindo um pouco. Para mim, que já tenho 33 anos, é mais difícil ficar concentrado. Mas ainda não estreamos a piscina, e parece que vai rolar um churras’, informou, antes de trocar olhares com a assessora de imprensa do clube. ‘Não podia falar? Já entreguei. Tomara que tenha esse churrasco’, sorriu.

A churrasqueira fica em frente ao hotel que o Corinthians inaugurou em seu CT em dezembro e, como todos os espaços do local, foi batizada em homenagem a uma personalidade ligada ao clube. Recebeu o nome de ‘Luiz Carlos Bombonato Goulart’, em referência ao ex-centroavante Luizão, campeão do Mundial de Clubes em 2000.

Assim como Emerson, Ronaldo e outros atacantes que passaram pelo Corinthians, Luizão não gostava muito de concentrações. ‘Eu odeio’, opinou o Sheik, antes de defender a reclusão na pré-temporada. ‘É um mal necessário, principalmente quando o ano está começando.’Correndo

Outro ‘mal necessário’ para Emerson são os treinos físicos. Ao falar sobre o ritmo de trabalho imposto pelo preparador Fabio Mahseredjian, ele se conteve para não pronunciar um palavrão. ‘Só não vou dizer porque meu filho vai ver depois’, policiou-se. ‘Mas o Fabio já chega gritando ‘bom dia’ de manhã, diz que falta pouco para o treino acabar. Falta pouco para ele, que está ali, parado, de braços cruzados. Ele é um amor’, brincou.

Continua após a publicidade
Publicidade