Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Embalado por vitórias, Cruzeiro busca manter tabu contra a Caldense

Motivado por uma sequência de seis vitórias seguidas, o Cruzeiro vai visitar neste domingo, às 18h30 (de Brasília), a Caldense, no estádio Ronaldão, em Poços de Caldas, buscando a manutenção de um tabu. Desde 2004, que a Raposa não sabe o que é derrota em jogos para o time do Sul de Minas, o último revés ocorreu há oito anos. De lá para cá foram cinco jogos, com quatro vitórias e um empate.

Cruzeiro e Caldense já se enfrentaram 70 vezes na história e a Raposa venceu 47 jogos, empatou 17 e perdeu apenas seis, alcançando um aproveitamento de 75,23%. No total, a equipe celeste marcou 139 gols e levou 41, saldo de 98 tentos anotados.

Para manter os números positivos, o técnico Vágner Mancini vai encarar a Caldense com três atacantes, Wallyson, Wellington Paulista e Anselmo Ramon. O esquema 4-3-3 foi utilizado nos dois últimos jogos do Cruzeiro e tem agradado o comandante celeste. O treinador argumenta que é importante que uma equipe tenha várias formas de jogar em função dos adversários.

‘A manutenção do esquema é muito mais em cima daquilo que nós vimos nos últimos jogos. É importante dizer que a equipe tem que ter várias formas de jogar, não dá para você ficar somente com um esquema de jogo e ficar maçante. Tem que haver variação e esse esquema é muito interessante quando você tem jogadores que possam usar as laterais do campo com muita intensidade, o que é o caso’, declarou.A manutenção do 4-3-3 ocorre também em função dos desfalques que a Raposa terá para a partida. O zagueiro Léo e atacante Walter vão cumprir suspensão automática. Já o armador Roger e o lateral-esquerdo Gilson ficam de fora do duelo por ordem médica, o que obriga Vágner Mancini a utilizar Montillo como o único armador da equipe.

Na Caldense, o time do técnico Ademir Fonseca, faz uma boa campanha e pretende vencer o Cruzeiro para colar nas equipes do G4 do Mineiro. Nos seis jogos que realizou no Estadual, a Veterana soma duas vitórias, dois empates e duas derrotas, e um triunfo contra a Raposa dará confiança para os próximos jogos.

‘Sem dúvida que vencer um time qualificado como o Cruzeiro dá mais motivação para a equipe. Sabemos que não será um jogo fácil, mas se quisermos conseguir a classificação temos que fazer o possível para vencer este jogo’, declarou Ademir Fonseca.

Para parar o trio ofensivo do time da capital, a diretoria da Caldense acertou a renovação do contrato do goleiro Glaysson, ídolo da torcida, que terá a missão de evitar que a equipe sulista sofra gols. O arqueiro agradeceu a confiança e o apoio que vem recebendo, mas frisa que terá uma missão complicada.

‘Vou fazer o possível para ajudar a equipe dentro de campo, e tomará que eu não sofra gols neste jogo. É muito gratificante receber o carinho dos torcedores, que elogiam, querem tirar foto. Saber que tantas pessoas gostam de mim, das minhas atuações, só engrandece o meu trabalho e faz com que eu trabalhe mais firme ainda’, disse.

FICHA TÉCNICA

CALDENSE X CRUZEIRO

Local: Estádio Ronaldo Junqueira, em Poços de Caldas (MG)

Data: 18 de março de 2012, domingo

Horário: 18h30 (horário de Brasília)

Árbitro: Igor Junio Benevenuto (FMF)

Assistentes: Marcus Vinícius Gomes (CBF/FMF) e Pablo Almeida Costa (CBF/FMF)

CALDENSE: Glaysson; Rodrigo Dias, Leandrão, Vinicius e Thiago; Maxsuel, Félix, Serginho e Éberson; Max e Fábio Tenório

Técnico: Ademir Fonseca

CRUZEIRO: Fábio; Marcos, Thiago Carvalho, Victorino e Diego Renan; Leandro Guerreiro, Marcelo Oliveira e Montillo; Wallyson, Wellington Paulista e Anselmo Ramon

Técnico: Vágner Mancini