Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em treino sem Luis Fabiano, Rhodolfo inicia testes para o clássico

Suspenso para o jogo de domingo, contra o Santos, Luis Fabiano não participou do treino no CT da Barra Funda por conta de uma indisposição estomacal. A novidade no gramado, contudo, foi Rhodolfo, que pela primeira vez apareceu no campo após duas semanas e tenta se recuperar de edema na panturrilha esquerda a tempo de atuar no clássico.

‘Hoje (sexta-feira) o Rhodolfo foi pela primeira vez ao gramado – está chovendo em São Paulo e não temos ginásio, é uma dificuldade. Amanhã (sábado), fará o segundo. Vamos aguardar. Não tem definição ainda’, informou Emerson Leão, que mandou seu auxiliar e sobrinho, Fernando, acompanhar os trabalhos dos fisioterapeutas com o zagueiro.

De acordo com o médico José Sanchez, Rhodolfo não sentiu nenhum desconforto na atividade que realizou – trabalhos leves com bola e isolados do grupo. O teste decisivo para sua escalação no clássico no Morumbi será na manhã deste sábado, em treino fechado para a imprensa. O jogador desfalcou a equipe nas duas últimas partidas, contra Bahia e Internacional.

Se o zagueiro não tiver condições, quem pode atuar ao lado de Paulo Miranda é Edson Silva, que não foi escalado na derrota no Beira-Rio por ter ingerido na segunda-feira um medicamento para dor de cabeça com substância dopante – João Filipe atuou em Porto Alegre, mas não conta com total confiança de Leão.

O restante da equipe é mantido em sigilo, assim como o esquema tático. Leão se disse prejudicado pelas chuvas que caíram na manhã desta sexta-feira em São Paulo, que o obrigaram a comandar apenas treinos técnicos e de finalização, deixando-o com esperança de realizar um coletivo neste sábado. ‘Temos muito tempo ainda para a escalação. Se o tempo permitir, amanhã (sábado) podemos definir’, comentou.

A possibilidade é pela manutenção do 4-3-3, com Osvaldo e Fernandinho ao lado de Willian José, mais provável substituto de Luis Fabiano, ou a entrada de Maicon no lugar de um dos pontas para a volta do 4-4-2 – Lucas e Casemiro, ainda na Seleção Brasileira como Bruno Uvini, seguem como desfalques.

‘Quem estiver melhor, será escalado. Não me preocupo se teremos dois ou três atacantes porque, com dois meias, um se torna terceiro atacante. A diferença é apenas de jogadores, a chegada à frente é sempre igual’, assegurou Leão.