Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em reunião, Tite pede que elenco siga levando o Paulistão a sério

Após golear o Deportivo Táchira por 6 a 0, garantir o primeiro lugar do grupo e empolgar a torcida para os mata-matas da Libertadores, o Corinthians ficou sabendo que seu adversário nas oitavas de final será o equatoriano Emelec. Mas nada disso importa neste momento. O técnico Tite reuniu o grupo nesta sexta-feira para avisar que as atenções devem ser voltadas para o Campeonato Paulista – o Timão faz o jogo único das quartas de final no sábado, contra a Ponte Preta, no Pacaembu.

‘Ele falou que serão 90 minutos para que a gente decida nosso futuro. Em 90 minutos, se você deixar de correr atrás de uma bola, deixar de fazer uma marcação, achar que não vai ter problema, vai ser surpreendido. Para nós, este ano, o Paulista é tão importante quanto a Libertadores’, disse o goleiro Julio Cesar, mostrando que o discurso dos atletas já está afinado.

‘Temos que estar preparados para o jogo contra a Ponte Preta. Quarta (contra o Táchira) foi bom, mas acabou, já foi. Agora é o Paulista e precisamos estar 100% focados. Ainda não sabemos qual vai ser o resultado, mas se Deus quiser vamos sair com a vitória e depois focar na Libertadores’, acrescentou o volante Edenílson, que continuará improvisado na lateral direita.

Por enquanto, o Corinthians tem cumprido com perfeição a tarefa de obter bom desempenho nas duas competições. Mesmo jogando com reservas em diversas partidas, o Alvinegro conseguiu terminar a primeira fase do Estadual na ponta, a exemplo do que aconteceu na Libertadores. Para não jogar tudo no lixo, será importante tomar cuidado com a zebra.

O calendário divulgado pela Conmebol joga a favor. O primeiro jogo contra o Emelec está marcado somente para o dia 2 de maio. Se mantiver o foco que Tite está pedindo no Paulistão, a equipe entrará em campo no Equador já classificada para a decisão do torneio regional.

‘Ele falou para a gente que temos dez dias até o jogo da Libertadores. É o momento perfeito para pensar só no Paulista. A gente quer muito (o título continental), mas podemos esquecer um pouquinho e pensar somente na Ponte, porque não tem jogo de volta’, concluiu Julio Cesar.