Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Em queda, Corinthians e Flamengo jogam contra a crise no Pacaembu

Por Da Redação 8 set 2011, 07h33

Corinthians e Flamengo já foram os principais postulantes ao título do Campeonato Brasileiro. O cenário mudou. No Parque São Jorge, a liderança (agora ostentada pelo rival São Paulo) não evitou uma bronca pública do presidente Andrés Sanchez e um protesto de torcedores. Na Gávea, a flatulência de um jogador mostrou que o ambiente também já não é dos melhores. Para evitar a crise, os times com as maiores torcidas do País precisam de uma vitória às 21h50 (de Brasília) desta quinta-feira, no Pacaembu.

Se o Corinthians perder, o técnico Tite não terá mais o argumento de que a sua equipe ainda lidera a competição, para rebater os críticos. São Paulo e Botafogo ganharam seus compromissos na quarta-feira, subiram para 41 e 40 pontos respectivamente e deixaram os corintianos (com 40) para trás. O Flamengo está em situação pior: caiu para o quinto lugar, totalizando 36 pontos, e deixou até a zona de classificação para a Copa Libertadores da América.Os treinadores das duas equipes foram pragmáticos ao falar sobre a solução para a má fase. ‘Precisamos recuperar o nível de aproveitamento do início do campeonato. Só as vitórias irão satisfazer a expectativa que todos criamos’, assumiu o corintiano Tite. ‘Temos uma maneira bem simples de afastar o mau momento: entrar em campo e jogar bola. Sabemos que todas as críticas procedem, pois o time não vem jogando absolutamente nada’, reconheceu o flamenguista Vanderlei Luxemburgo.

Não são apenas os técnicos que se sentem pressionados pela queda de rendimento. No Corinthians, Andrés Sanchez externou apoio a Tite e mandou os jogadores ‘se tocarem’. Um grupo de torcedores concordou com o presidente e invadiu o CT Joaquim Grava para ofender os supostos ‘baladeiros’ e ‘mercenários’ do elenco – o treinador foi poupado mais uma vez. ‘Não há culpados, muito menos o Tite. Se vínhamos na liderança, por que criticam? É a colocação que interessa’, contestou o atacante Liedson, no início da semana.

Enquanto Tite e seus comandados parecem em sintonia, Luxemburgo já não está tão prestigiado pelo elenco do Flamengo. Antes da derrota para o Bahia, o técnico se sentiu desrespeitado pela flatulência de um jogador em meio ao seu discurso. O episódio gerou bastante polêmica, superada pelo elenco. O ex-corintiano Renato Abreu, por exemplo, assegurou que só pensa em voltar à disputa pelo título nacional. ‘Já passou da hora de o Flamengo vencer novamente. Se ganharmos do Corinthians, o pelotão da frente vai embolar ainda mais e mudaremos a crise que estão colocando aqui’, discursou o meia, chamado para defender o Brasil pela primeira vez.A seleção também trouxe reforços para o confronto no Pacaembu. No Flamengo, a atração será o retorno do meia Ronaldinho Gaúcho, que participou da vitória por 1 a 0 sobre Gana, em amistoso disputado em Londres e deixará Jael no banco de reservas. O volante Ralf, também utilizado por Mano Menezes na Inglaterra, será um dos corintianos encarregados de marcar o astro adversário. ‘O Ronaldinho é um jogador excelente, que está vivendo ótima fase. Devemos diminuir os espaços contra ele’, pregou seu companheiro Paulinho, outro novo convocado.

O Corinthians terá ainda o reforço do artilheiro Liedson, que não esteve em campo na derrota para o Coritiba para cumprir suspensão. O jogador contará com Jorge Henrique e Emerson como companheiros de ataque. Na armação, o veterano Danilo perdeu o seu lugar no time para Alex depois de ser bastante criticado pelos manifestantes que foram ao CT Joaquim Grava.

No primeiro turno, em jogo que marcou a despedida do sérvio Petkovic, Flamengo e Corinthians empataram por 1 a 1 no Engenhão. O duelo foi disputado em 5 de junho e teve gols de Willian e Renato Abreu.FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS X FLAMENGO

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)

Continua após a publicidade

Data: 8 de setembro de 2011, quinta-feira

Horário: 21h50 (de Brasília)

Árbitro: Márcio da Silva (RS)

Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Julio Cesar Santos (RS)

CORINTHIANS: Julio Cesar; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Ramon; Ralf, Paulinho e Alex; Jorge Henrique, Liedson e Emerson

Técnico: Tite

FLAMENGO: Felipe; Leonardo Moura, Gustavo, Welinton e Junior Cesar; Willians, Renato Abreu, Bottinelli (Maldonado) e Thiago Neves; Ronaldinho Gaúcho e Deivid

Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Continua após a publicidade
Publicidade