Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Em momentos distintos, Fla e Vasco se reencontram no Engenhão

Por Da Redação 21 abr 2012, 20h01

Depois de duas partidas muito polêmicas na temporada, Flamengo e Vasco se reencontram neste domingo, às 16 horas (de Brasília), no Engenhão, em confronto válido pelas semifinais da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca. A expectativa é de um duelo cercado de muita rivalidade e com direito a uma grande dose de emoção. Se ao fim dos 90 minutos o choque estiver empatado, o ganhador sairá nas cobranças de pênaltis.

Os dois times duelaram nas semifinais da Taça Guanabara, primeiro turno do Estadual. O Vasco ganhou de virada, por 2 a 1, e a partida ficou marcada pelo incrível gol perdido pelo atacante flamenguista Deivid. A torcida do Cruz-maltino passou ironicamente a gritar o nome do atleta e a provocar o rival.

Já na fase de classificação da Taça Rio, o Flamengo ganhou por 2 a 1 com um gol de pênalti no último minuto. Os vascaínos protagonizaram uma revolta generalizada após o jogo, deixando a vez para o deboche dos rubro-negros. A rivalidade começou já durante a semana, com o atacante Vagner Love provocando os vascaínos.

‘Acredito que o jogo vai ser resolvido ao longo dos 90 minutos e a favor do Flamengo. Quando era torcedor sempre gostava de ganhar do Vasco, pois tinha ‘gozação’ com a torcida. É um gostinho a mais e vou ficar muito feliz se puder chegar a esta decisão de Taça Rio’, afirmou o Artilheiro do Amo

Já o vascaíno Alecsandro acredita que sua equipe tem boas chances de sair com a vitória se repetir o que fez na semifinal da Taça Guanabara. ‘Cabe ao Vasco procurar se impor desde os primeiros minutos para impedir que o Flamengo consiga fazer seu estilo de jogo sobressair. Temos que lembrar que as duas equipes já se enfrentaram duas vezes esse ano com resultados distintos. Temos que aproveitar o que fizemos de bom naquela vitória e aprimorar – disse o centroavante.

Além de repetir a estratégia da Taça Guanabara, os vascaínos não querem cair no erro de provocar o rival e por isso sempre que perguntados falam na expectativa de um clássico bem equilibrado. ‘Acredito sinceramente em um clássico muito equilibrado, como foram os outros dois entre Vasco e Flamengo neste Campeonato Carioca. Ganhamos na Taça Guanabara porque conseguimos manter a concentração ao longo dos 90 minutos. Isso precisa servir de exemplo para conseguirmos a classificação novamente’, afirmou o goleiro Fernando Prass.

Com a experiência de quem já conquistou o título carioca por oito vezes, o técnico Joel Santana segue mais a linha dos atletas vascaínos e também prefere não cutucar o rival. Parte do elenco rubro-negro, como o goleiro Felipe, entendeu o recado. Até porque o clube que vive o lado mais tenso neste momento é o Flamengo, que está em crise desde a precoce eliminação na fase de grupos da Copa Libertadores. Derrotar o Vasco significa impedir que a Gávea se transforme em um caldeirão.

‘Seria muito ruim ficar quase um mês sem jogar e por isso não podemos pensar em perder para o Vasco. Eles ainda estão na Libertadores e nós fomos eliminados. Se perdermos, só voltaremo a atuar no Campeonato Brasileiro e até lá teremos que conviver com cobranças e com um clima ruim. Portanto, o foco é em um triunfo neste domingo’, disse Felipe.

Os dois treinadores fazem mistério em relação à escalação. Joel Santana com certeza vai promover mudanças no time. A tendência é que o volante Kléberson ganhe a vaga de Willians, vetado por conta de um estiramento muscular na coxa esquerda. Já o meia argentino Darío Bottinelli será barrado para a entrada de Renato Abreu, o que reforçaria a defesa, a deixando o time menos vulnerável.

Se o Flamengo aposta na defesa, Cristóvão deverá armar um time mais ofensivo, com Diego Souza atuando no meio-campo e Eder Luis e Alecsandro formando a dupla de ataque. O lateral direito Fagner, o zagueiro Rodolfo e os volantes Fellipe Bastos e Eduardo Costa, todos suspensos pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) pelos incidentes no último encontro com o Flamengo, estão liberados por meio de um efeito suspensivo. Existe uma dúvida no meio, onde Allan e Juninho Pernambucano disputam a preferência do comandante.

Continua após a publicidade

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO X VASCO

Local: Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 22 de abril de 2012 (Domingo)

Horário: 16h(de Brasília)

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)

Assistentes: Jackson dos Santos (RJ) e Wagner Santos (RJ)

FLAMENGO: Felipe, Leonardo Moura, Marcos González, Welinton e Junior Cesar; Luiz Antonio, Kléberson, Renato Abreu e Ronaldinho Gaúcho; Vagner Love e Deivid

Técnico: Joel Santana

VASCO: Fernando Prass, Fagner, Renato Silva, Rodolfo e Thiago Feltri; Rômulo, Juninho Pernambucano (Allan), Felipe e Diego Souza; Eder Luis e Alecsandro

Técnico: Cristóvão Borges

Continua após a publicidade
Publicidade