Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Em meio ao silêncio, jogadores do Ceará pedem desculpa à torcida

Por Da Redação 12 out 2011, 18h24

A goleada de 4 a 1 para o lanterna do Brasileiro nesta quarta-feira parece ter sido o estopim para a crise estourar no Ceará. Após o término da partida, jogadores como Vicente, Michel e Thiago Matias se calaram e preferiram não comentar sobre a derrota, jogando a responsabilidade de dar explicações à torcida para Fernando Henrique e Felipe Azevedo.

Claramente envergonhados e abatidos com o resultado obtido diante do América-MG, os jogadores tentaram encontrar uma desculpa para o apagão que o Vozão sofreu durante a partida e pediram para que o foco permaneça na retomada das vitórias.

O goleiro Fernando Henrique ainda fez questão de destacar que o campeonato está entrando em sua reta final e que o tempo de reação do Ceará no Brasileiro está se esgotando. A derrota fez o Vozão ficar estagnado nos 32 pontos e, caso o Cruzeiro vença o Bahia, a equipe poderá terminar a rodada na 16colocação.

‘Perdemos um jogo que a gente não podia e infelizmente desse jeito. Ninguém quer perder por um placar elástico e temos que acertar o mais rápido possível. Acho que a gente tem que por a mão na consciência e voltar a vencer’, declarou o arqueiro.

Já o meia Felipe Azevedo, que foi o autor do gol de honra da equipe no jogo, preferiu se redimir com os torcedores cearenses e pediu para que a postura do time na competição mude o mais rápido possível. ‘Não adianta comemorar. Eu queria a vitória e peço desculpa para a torcida do Ceará. Acho que a gente tem que tomar um rumo, senão vai ficar difícil pra gente.’

Na próxima rodada, o Ceará terá que encarar a pressão de sua torcida no Presidente Vargas e enfrentar o embalado Flamengo. A partida será crucial para definir o futuro da equipe na competição, já que um novo revés poderá complicar a situação do técnico Estevam Soares à frente do clube.

Continua após a publicidade

Publicidade