Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Em meio a elogios, Tite reclama de relaxamento pré-clássico

Por Da Redação 1 mar 2012, 01h30

O líder Corinthians só conseguiu bater o Catanduvense, que continua correndo sérios riscos de rebaixamento no Campeonato Paulista, com um gol aos 47 minutos do segundo tempo. Para o técnico Tite, o relaxamento pré-clássico contra o Santos impediu que o bom desempenho do time fosse transformado em um triunfo tranquilo no Pacaembu.

‘Não foi um jogo brilhante, mas não foi mal jogo. A equipe manteve o controle. Até o lance do gol deles não foi daquele que se diz: ‘pô, que lance perigoso’. Cobrei um número maior de finalizações e teve. Deu no goleiro ou no poste, mas chutou. Fazer vitórias com diferença de dois gols dá tranquilidade maior. Nós tivemos só duas, então agora vai ter que crescer em efetividade’, analisou o che

Além do duelo contra o Peixe, domingo, na Vila Belmiro, o Alvinegro já pensa em seu segundo desafio pela fase de grupos da Libertadores, contra o paraguaio Nacional, na quarta-feira seguinte. Para Tite, os empecilhos encontrados diante da retranca do Catanduvense podem ser tomados como lição, já que os rivais da competição continental costumam atuar assim fora de casa. ‘Serviu de lição, sim. Botar volume, criar oportunidades e ser mais efetivo’.

Publicidade