Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Em mais um grande jogo, Santos perde para o Atlético-PR

Marcinho marca no fim e clube vence atual campeão da Libertadores por 3 a 2

Por Da Redação 31 jul 2011, 20h39

O Atlético-PR conseguiu uma vitória importante contra o Santos, na noite deste domingo, na Arena da Baixada. Com um gol de Marcinho no final do jogo, o Rubro-Negro chegou ao triunfo por 3 a 2, em confronto válido pela 13rodada do Campeonato Brasileiro.

Confira a classificação completa do Campeonato Brasileiro

Com esse resultado, o Furacão deixou a lanterna do Brasileirão, subindo para a 19posição, com oito pontos ganhos. Já o Peixe segue na zona do rebaixamento, no 17lugar, com onze pontos e três partidas a menos em relação à maior parte dos seus concorrentes.

Na próxima rodada, os alvinegros voltam a jogar fora de casa, contra o Vasco, quarta-feira, às 21h50 (horário de Brasília), em São Januário. Os rubro-negros também jogam como visitante na 14rodada, enfrentando o Atlético-GO, na quinta, às 21 horas, no Serra Dourada.

O jogo – Com muita chuva e um campo bastante prejudicado por conta disso, Atlético-PR e Santos deram início ao jogo procurando encontrar a melhor maneira de atuar no gramado pesado da Arena da Baixada.

E o Furacão foi mais feliz nos primeiros minutos da partida. Logo aos quatro minutos, a defesa do Peixe não conseguiu afastar o perigo após bate-rebate e a bola sobrou para Cléber Santana. Na força física, o meia atleticano levou a melhor sobre a marcação santista e, mesmo com a poça d’água, ainda encontrou espaço para colocar a bola no ângulo esquerdo de Rafael, abrindo o placar para a sua equipe.

Motivado pelo primeiro gol cedo e empurrado pela sua torcida, o Atlético-PR ampliou logo em seguida. Com oito minutos, o zagueiro Manoel aproveitou boa cobrança de escanteio para levar a melhor sobre a defesa do Alvinegro Praiano e mandar a bola para o fundo das redes.

Continua após a publicidade

O Santos procurou se recuperar logo do susto e, aos 12, o time da Vila Belmiro descontou. Neymar recebeu a bola após o rebote de um escanteio, limpou a marcação paranaense e, de perna esquerda, colocou o seu chute no canto direito de Renan Rocha, que nada pôde fazer para evitar o gol da Joia santista.

Após um começo de jogo movimentado, o duelo perdeu em velocidade, mas não em emoção. Isto porque, o Peixe pressionava os donos da casa em busca do empate.

Em cobrança de falta aos 28, Elano quase marcou. O meia bateu por cima da barreira e Renan Rocha, atento, se esticou para espalmar a bola para escanteio, evitando o gol adversário.

Na volta do intervalo, os alvinegros melhoraram seu posicionamento defensivo e passaram a ter consideravelmente mais posse de bola que o Atlético-PR.

Com isso, o empate não demorou a acontecer. Aos 17, Pará fez boa jogada pelo lado direito e tocou para Borges, na grande área. Esperto, o centroavante fez o giro sobre o seu marcador e arrematou com força, no canto direito de Renan Rocha, sem chances de defesa para o goleiro atleticano.

Melhor em campo, o Santos quase chegou à virada pouco depois. Aos 20, Paulo Henrique Ganso encontrou espaço para finalizar, exigindo boa intervenção de Renan Rocha. No rebote, Neymar bateu esquerda no travessão e Borges chutou a bola em cima da zaga rival, desperdiçando a chance de gol.

Apesar da pressão no final do jogo, o Furacão alcançou a vitória aos 45 minutos da etapa complementar. Wagner Diniz cruzou para Marcinho, livre na pequena párea, tocar de cabeça para o gol: 3 a 2 para o Atlético-PR.

(Com Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade